Portal de Conferências da IMED, Transnacionalismo e Globalização: I Simpósio Internacional de Estudos Transnacionais

Tamanho da fonte: 
A Garantia dos Direitos Humanos dos Refugiados Ambientais à Luz do Transconstitucionalismo
JAMILA wisoski moyses etchezar, Franciele Seger

Última alteração: 2018-08-29

Resumo


RESUMO

A presente pesquisa trata sobre o tema dos refugiados ambientais e a garantia dos direitos humanos. Como delimitação temática enfoca-se os refugiados ambientais como novo sujeito de direito em busca de reconhecimento e garantia dos direitos humanos, sob a ótica do transconstitucionalismo. A problemática consiste na dificuldade de efetivação dos direitos humanos fundamentais durante o processo de deslocamento. O objetivo geral é descrever o cenário em que se encontram os refugiados ambientais e abordar a falta de efetivação dos seus direitos humanos. Diante disso, apontar o instituto do transconstitucionalismo como possibilidade de concretização dos direitos humanos, tendo em vista que eles ultrapassam qualquer limite territorial, sendo de interesse de todos. A pesquisa se justifica na medida em que os refugiados ambientais, indivíduos forçados à locomoção, devido a desastres ambientais ocasionados pelas mudanças climáticas, encontram-se atualmente desprovidos de proteção jurídica específica e reconhecimento como sujeito de direitos. À vista disso, deve-se garantir ao refugiado ambiental condições mínimas de se restabelecer no território de destino, posto que ele já carrega todo sofrimento decorrente das perdas causadas pelo deslocamento. Dessa forma, o transconstitucionalismo é uma alternativa de efetiva garantia dos direitos humanos a nível global. Quanto a metodologia, trata-se de uma pesquisa de natureza teórica, pois utilizou-se um amplo conjunto bibliográfico doutrinário para o estudo. O método de abordagem é o dedutivo, sendo o método de procedimento o histórico.

 

PALAVRAS-CHAVE: Meio Ambiente. Direitos Humanos. Migrações. Refugiados Ambientais. Transconstitucionalismo.

 

ABSTRACT

 

This research deals with the subject of environmental refugees and the guarantee of human rights. The thematic demarcation focuses on environmental refugees as a new subject of law in search of recognition and guarantee of human rights, under the optics of transconstitutionalism. The problem is the difficulty of effective human rights during the displacement process. The general objective is to describe the scenario in which environmental refugees are located and to address the lack of effective human rights. In view of this, the Institute of Transconstitutionalism should be appointed as a possibility for human rights to be fulfilled, with the aim being that they exceed any territorial boundary, being of interest to all. The research is justified to the extent that environmental refugees, individuals forced to locomotion, due to environmental disasters caused by climate change, are currently lacking in specific legal protection and recognition As a subject of rights. In view of this, it is necessary to guarantee the environmental refugee minimum conditions to reestablish itself in the territory of destination, since it already carries all suffering arising from the losses caused by the displacement. In this way, Transconstitutionism is an alternative to the effective guarantee of human rights at a global level. As for the methodology, it is a research of a theoretical nature, because it used a broad doctrinal bibliographic set for the study. The method of approach is deductive, being the method of procedure the history.

 

Keywords: Environment. Environmental refugees. Human rights. Migrations. Transconstitutionalism.


Referências


AZEVEDO, Tupinambá Pinto de. Refugiados e Deslocados Ambientais. Revista da Faculdade de Direito da UFRGS – Volume especial, 2014. Disponível em: <http://www.seer.ufrgs.br/index.php/revfacdir/article/view/70454/39997>. Acesso em: 19 set. 2017.

 

BARROS, Miguel Daladier. O Drama dos Refugiados Ambientais no Mundo Globalizado. Brasília: Consulex, 2011.

 

BAUMAN, Zygmunt. Vidas Desperdiçadas. Rio de Janeiro: Zahar, 2005.

 

BERTASO, João Martins; SANTOS, André Leonardo Copetti. Cidadania e Direitos Culturais: a tutela judicial das minorias e hipossuficientes no Brasil. Santo Ângelo: Ed. FURI, 2013.

 

BERTASO, João Martins; Hamel, Marcio Renan. Ensaios sobre reconhecimento e tolerância. Santo Ângelo: Ed. FURI, 2016.

 

BRASIL. Lei 13.445 de 2017

 

CLARO, Carolina de Abreu Batista. Refugiados Ambientais: mudanças climáticas, migrações internacionais e governança global. 2012. 113 f. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento Sustentável) - Universidade de Brasília, Brasília, 2012. Disponível em <http://repositorio.unb.br/bitstream/10482/11970/1/2012_CarolinadeAbreuBatistaClaro.pdf>. Acesso em: 29 out. 2016.

 

CLARO, Carolina de Abreu Batista. A Proteção dos “Refugiados Ambientais” no Direito Internacional. 2015. 312 f. Tese (Doutorado em Direito Internacional) - Universidade de São Paulo, São Paulo, 2015. Disponível em: <file:///C:/Users/Fran/Downloads/Tese_Carolina_de_Abreu_Batista_Claro%20(1).pdf>. Acesso em 29 out. 2016.

HERRERA FLORES, Joaquín. A (re)invenção dos direitos humanos. Tradução de: Carlos Roberto Diogo Garcia; Antônio Henrique Graciano Suxberger; Jefferson Aparecido Dias. Florianópolis: Fundação Boiteux, 2009. 232 f. Disponível em: <http://www.patriciamagno.com.br/wp-content/uploads/2017/05/A-reinven%C3%A7%C3%A3o-dos-DH-_-Herrera-Flores.pdf?x20748>. Acesso em: 19 set. 2017.

JESUS, Tiago Schneider de. Um Novo Desafio ao Direito: deslocados/migrantes ambientais. Reconhecimento, proteção e solidariedade. 2009. 127 f. Dissertação (Mestrado em Direito) – Universidade de Caxias do Sul, Caxias do Sul, 2009. Disponível em: <http://www.dominiopublico.gov.br/download/teste/arqs/cp117838.pdf>. Acesso em: 29 out. 2016.

MARÇAL, Julia Dambrós. O Transconstitucionalismo como meio de fortalecimento do sistema interamericano de direitos humanos e a (in)existência de diálogo entre os Estados e a Corte de San José da Costa Rica. 2011. 180 f. Dissertação (Mestrado em Direitos Fundamentais Civis) - Universidade do Oeste de Santa Catarina, Chapecó, 2014. Disponível em: <http://www.unoesc.edu.br/images/uploads/mestrado/Julia_Dambr%C3%B3s.pdf>. Acesso em 19 set. 2017.

 

MAZZUOLI, Valerio de Oliveira. Coletânea de Direito Internacional e Constituição Federal. São Paulo: 8. ed., Ed. Revista dos Tribunais, 2010.

NEVES, Marcelo. Transconstitucionalismo. São Paulo: Ed. Wmf Martins Fontes, 2009.

 

ONU – ORGANIZAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS. DUDH 1948

PIOVESAN, Flávia. Direitos Humanos e Justiça Internacional: um estudo comparativo entre os sistemas regionais europeu, interamericano e africano. São Paulo: Saraiva, 2007.

PIOVESAN, Flávia. Temas de Direitos Humanos. São Paulo: 4. ed. São Paulo: Saraiva, 2010.

 

RAIOL, Ivanilson Paulo Corrêa. Ultrapassando Fronteiras: a proteção jurídica dos refugiados ambientais. Porto Alegre: Ed. Núria Fabris, 2010.

 

RAMOS, Érika Pires. Refugiados Ambientais: em busca de reconhecimento pelo direito internacional. 2011. 150 f. Tese (Doutorado em Direito) - Universidade de São Paulo, São Paulo, 2011. Disponível em: <http://www.acnur.org/t3/fileadmin/Documentos/portugues/eventos/Refugiados_Ambientais.pdf?view=1>. Acesso em 29 out. 2016.

 

SANTOS, Boaventura de Souza. Se Deus fosse um ativista dos direitos humanos. 2ª ed. São Paulo: Cortez, 2014.

 

SILVA, César Augusto S. da; RODRIGUES, Viviane Mozine. Refugiados: os regimes internacionais de direitos humanos e a situação brasileira. In: SILVA, César Augusto S. da. Direitos humanos e refugiados. Dourados: Ed. UFGD, 2012.

 

SOLIANO, Vitor. Transconstitucionalismo, Interconstitucionalidade e Heterorreflexividade: alternativas possíveis para a proteção dos Direitos Humanos na relação entre ordens jurídico-constitucionais distintas – primeiras incursões. Artigo premiado no X Fórum Internacional de Direito Público e 10º Congresso Brasileiro de Direito Constitucional Aplicado, realizado entre os dias 26 e 28 de maio de 2011 em Salvador-BA e organizado pela Mútipla e pelo JusPodivm. Disponível em: <http://www.revistas.unifacs.br/index.php/redu/article/view/2147/1585>. Acesso em: 19 set. 2017.

 

TAYLOR, Charles. Multiculturalismo.

 

VIEIRA, Ligia Ribeiro. Refugiados Ambientais: desafios à sua aceitação pelo direito internacional. 2012. 203 f. Dissertação (Mestrado em Direito) – Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2012. Disponível em: <https://repositorio.ufsc.br/bitstream/handle/123456789/100860/309177.pdf?sequence=1&isAllowed=y>. Acesso em 29 out. 2016.

 

WELZER, Harald. Guerras Climáticas: porque mataremos e seremos mortos no século 21. São Paulo: Geração Editorial, 2010.


Texto completo: PDF