Portal de Conferências da IMED, I Seminário Acadêmico de Odontologia

Tamanho da fonte: 
INFLUÊNCIA DE DIFERENTES PROTOCOLOS ADESIVOS NA MORFOLOGIA DA I NTERFACE DE UNIÃO E NAS PROPRIEDADES MECÂNICAS DE UMA CERÂMICA FELDSPÁTICA
Volni Augusto Canevese, Atais Bacchi, Rodrigo Alessandretti, Gabriel Kalil Rocba Pereira, Aloísio Oro Spazzin, Michele Bortoluzzi de Conto Ferreira

Última alteração: 2019-12-30

Resumo


O objetivo deste trabalho foi avaliar a influência de diferentes protocolos adesivos e agentes de cimentação à base de resina no reforço e na distribuição de tensões de uma cerâmica feldspática e nas características morfológicas da interface cerâmica-cimento. Discos cerâmicos foram preparados, condicionados com ácido fluorídrico à 10% e divididos aleatoriamente em 9 grupos experimentais, de acordo com o protocolo adesivo utilizado (silano, silano seguido de adesivo convencional, adesivouniversal) e agente de cimentação à base de resina (cimento resinoso fotopolimerizável,resinaflowou resina composta aquecida) e 1 grupo controle (somente condicionado) (n= 30). Foi realizado ensaio de resistência à flexão biaxial em máquina universal. Os dados foram submetidos à análise estatística (α= 0,05) e, após o processamento dos dados, foi realizada a análise de Weibull. A distribuição das tensões foi avaliada pormeio da simulação do teste de flexão biaxial utilizando o método dos elementos finitos(MEF), e a caracterização da morfologia da interface cerâmica-resina e a fractografia foram avaliadas por meio da microscopia eletrônica de varredura (MEV). O recobrimento dos discos cerâmicos com agentes de cimentação causou significativo aumento naσbfeσ0 em z = 0, particularmente nos grupos que utilizaram resina flowsem protocolo adesivo. A análise de elementos finitos demonstrou maior magnitude dastensões dentro da camada dos agentes de cimentação, reduzindo a magnitude dastensões que chegam ao disco cerâmico. A resina composta aquecida diminui a concentração das tensões na cerâmica (z = 0), cerca de 10% a 13% em relação aocimento fotopolimeriz vel e a resina flow respectivamente. Porém, não foi capaz depreencher as irregularidades na superfície da cerâmica. Concluiu-se que: O uso deadesivo universal proporcionou menor resistência para cerâmica feldspática quandoutilizado com o cimento resinoso fotopolimerizável e a resina flow. A RCA não apresentou penetração efetiva nas irregularidades dacerâmica feldspáticacondicionada, e os protocolos adesivos não influenciaram a resistência da cerâmicaquando associados a este material. O recobrimento dos discos cerâmicos com agentes de cimentação à base de resina foi capaz de reforçar a cerâmica feldspática condicionada.


Palavras-chave


Cerâmica; Cimentação; Análise de elementos finitos; Microscopia eletrônica de varredura;

Texto completo: PDF