Portal de Conferências da IMED, I Seminário Acadêmico de Odontologia

Tamanho da fonte: 
PERFORMANCE EM FADIGA DE RAÍZES FRAGILIZADAS RESTAURADAS COM DIFERENTES RETENTORES INTRARRADICULARES PERSONALIZADOS
Gabriel Oliveira, Rafael Sarkis Onofre, Felipe Valandro, Gabriel Pereira, Ataís Bacchi, Aloísio Spazzin

Última alteração: 2019-12-04

Resumo


  1. Objetivo:O presente estudo avaliou a resistência à fratura sob fadiga de raízes, sem remanescente coronário, fragilizadas ou não, restauradas com diferentes retentores intrarradiculares. Materiais e Métodos:Foram obtidos 60 dentes bovinoscom dimensões semelhantes, com sua porção coronária removida. As amostras foram divididas em 6 grupos, de acordo com o tipo de retentor e a fragilidade radicular (n=10): PNM-Fr-raízes fragilizadas restauradas com pino-núcleo metálicofundido; PNM-raízes não fragilizadas restauradas com pino-núcleo metálicofundido; FVA-Fr raízes fragilizadas restauradas com pino de fibra de vidro pré-fabricado anatômicos , com núcleo em resina composta; FV-raízes não fragilizadas restauradas com pino de fibra de vidro pré-fabricado e núcleo de resina; FVcad-Fr-raízes fragilizadas restauradas com pino-núcleo de fibra de vidro fresado em CAD-CAM; FVcad-raízes não fragilizadas restauradas com pino-núcleo de fibra de vidro resado. Coroas metálicas foram cimentadas sobre os núcleos. As amostras foram submetidas ao ensaio de resistência à fratura sob fadiga. A análise estatística foirealizada com o teste de Kaplan Meier seguido de Mantel-Cox. Resultados: Raízesnão fragilizadas apresentaram maior resistência quando restauradas com pino-núcleo metálico fundidos, para raízes fragilizadas não houve diferença estatística.Conclusão:Concluiu-se que, para raízes fragilizadas pinos de fibra de vidrofresados ou anatômicos são uma alternativa aos pino-núcleos metálicos. Já para as raízes não fragilizadas restauradas, os pinos-núcleos metálicos apresentam uma melhor performance.

Palavras-chave


Técnica para retentor intrarradicular; Dentes tratados endodonticamente; Pinos de fibra de vidro;

Texto completo: PDF