Portal de Conferências da IMED, I Seminário Acadêmico de Odontologia

Tamanho da fonte: 
PREVALÊNCIA DE MALOCLUSÕES RELACIONADO A AMAMENTAÇÃO EM PACIENTES DE 5 À 12 ANOS ATENDIDAS NA CLÍNICA ODONTOLÓGICA DA FACULDADE IMED - PASSO FUNDO.
Natany Uecker, Vitória Spessatto Reinehr, Alânia A. N Dalla Valle, Bernardo Agostini

Última alteração: 2019-12-04

Resumo


Objetivo: O objetivo deste estudo foi identificar a associação entre o tipo de amamentação da criança, natural ou artificial, tempo de amamentação, classificação de dentição e relacioná-los com os tipos de maloclusões.Metodologia: Foi realizado umestudo retrospectivo, utilizando-se uma fração dos dados contidos em 155 prontuáriosdos pacientes das Clínicas Infantil I e II, atendidosna clínica odontológica da Faculdade IMED-Passo Fundo nos anos de 2016 à 2018. Foram coletados e analisados estatisticamente os dados desses pacientes de 5 à 12 anos de idade, de ambos os gêneros, com dentição decídua, mista ou permanente. Nos prontuários, constavam perguntas sobre o tipo de amamentação, se natural ou artificial, bem como o período de duração da amamentação, a dentição que se encontravam e a presença de possíveis mal oclusões e suas associações ao aleitamento.Resultados:Dos 155 prontuários analisados, com resultados mostrados: 1) 140 pacientes (90,32%) receberamaleitamento materno natural e 15 pacientes (9,68%) nunca receberam esse benefício; 2) o tempo de aleitamento materno foi inferior há seis meses em 44 crianças (28,38%)e seis meses ou mais em 96 crianças (61, 93%); 3) Quanto a relação ântero-posteriorde cães decíduos houve uma relação normal da classe I em 89,47% das crianças comamamentação natural; 4) 90,47% dos pacientes com dentição decidida apresentaramrelação ântero-posterior com grau mesial e reto, mas não apresentaram diferença estatisticamente relevante p <0,2; 5) 58,67% dos pacientes em dentição estão erra dose permanecem com classe I de ângulo, todos sendo amamentados naturalmente por 6 meses ou mais. 6) Houve relação estatisticamente significante entre MAA deamamentação artificial e mal oclusão, sendo identificada uma associação no teste denível qui-quadrado ao nível de 1% (p <0,01).Conclusão:O aleitamento materno naturale o tempo de aleitamento estão associados com o menor índice de oclusões nospacientes de 5 a 12 anos de idade atendidos nas Clínicas Infantil I e II da Faculdade de Imed-Passo Fundo nos anos de 2016 a 2018. Conclusão: O aleitamento materno natural e o tempo de aleitamento associado à associação com o menor índice de oclusões nospacientes de 5 a 12 anos de idade atendidos nas Clínicas Infantil I e II da Faculdade de Imed-Passo Fundo nos anos de 2016 a 2018.

Palavras-chave


Mal oclusão; Oclusão dentária; Aleitamento Materno;

Texto completo: PDF