Portal de Conferências da IMED, VII Semana Acadêmica de Odontologia

Tamanho da fonte: 
ULECTOMIA DE INCISIVO SUPERIOR – RELATO DE CASO
Angelica Maroli, Pamela Martins, Juliana Camargo, Ramiro Estacia

Última alteração: 2017-11-03

Resumo


Introdução: A ulectomia consiste numa pequena incisão para remoção da mucosa sobreposta a um dente permanente não irrompido para permitir sua erupção, ocupando assim,  sua  correta  posição  na  arcada.  As  indicações  do  procedimento  são:  atraso  na erupção com ausência de supranumerário, odontoma ou dilaceração, presença de fibrose da mucosa gengival e dente permanente palpável e em rizogênese avançada, com pelo menos 2/3 de raiz de formada, no qual este caso clínico se insere.

 

Objetivo: Descrever um caso clínico, no qual foi realizado procedimento de ulectomia para permitir caminho livre para o dente erupcionar e ocupar sua posição no arco dentário.

 

Metodologia: Paciente, gênero masculino, oito anos de idade, compareceu à clínica infantil da Faculdade de Odontologia da IMED – Passo Fundo, com a queixa do incisivo central superior direito não erupcionado. Após exame clínico e radiográfico, foi constatado a presença do elemento 11, com estágio 8 de rizogênese de Nolla, ou seja, quando este possui 2/3 de raiz formada. A conduta de ulectomia foi indicada, através de técnica cirúrgica utilizando-se anestésico tópico, seguido de anestesia infiltrativa paraperiosteal vestibular e palatina com lidocaína 2% e adrenalina 1:100.000. Posteriormente, foi realizada incisão com o gengivótomo de Kirkland 15/16, circundando a porção incisal da coroa do dente 11, resultando em uma incisão de formato elíptico. O tecido fibroso recobrindo o dente foi removido com o auxílio de uma lâmina de bisturi 15 C e pinça hemostática. Ao final do atendimento foram instruídos aos responsáveis e ao paciente cuidados pós-operatórios e prescrito o uso de medicação analgésica, paracetamol de 6/6 horas por 2 dias.

 

Resultados: A técnica cirúrgica foi eficaz para realizar a exposição da coroa dentária, resultando na futura erupção espontânea deste elemento.

 

Conclusão: A ulectomia constitui em uma terapia conservadora importante para a erupção de dentes com retenção prolongada, devendo haver o correto planejamento e indicação adequada, sendo imprescindíveis os exames clínico e radiográfico para execução do procedimento na clínica odontológica.

 


Palavras-chave


Erupção Dentária, Procedimentos Cirúrgicos Bucais, Odontopediatria.