Portal de Conferências da IMED, VIII Semana Acadêmica de Odontologia

Tamanho da fonte: 
PREVALÊNCIA DE DTM EM MUNICÍPIO DO SUL DO BRASIL
Luiza Dal Zot Von Meusel, Luiza Paloma dos Santos Girotto, Alexandra Silveira, Graziela Oro Cericato

Última alteração: 2018-10-04

Resumo


Introdução: Na área dos distúrbios temporomandibulares (DTM) os estudos epidemiológicos tiveram, e continuam tendo, uma importância muito grande uma vez que permitem entender um pouco mais o panorama dessa disfunção. A DTM por ser um conjunto de alterações que engloba várias estruturas do sistema estomatognático, como as articulações temporomandibulares, músculos da cabeça e pescoço, bem como outras estruturas na região orofacial, influencia e é influenciada pela qualidade de vida e comportamento geral do indivíduo, pois estes estão ligados diretamente a funções sociais como o ato de sorrir, falar e se alimentar, enfim, viver e interagir com as pessoas.

Objetivos: Este trabalho teve como objetivo principal estimar a prevalência de DTM no município de Passo Fundo-RS.

Materiais e Método: O município possui uma população de 184.826 pessoas, sendo a amostra necessária calculada utilizando erro amostral de 5%, nível de confiança de 95% e percentual máximo de 50%, bem como um percentual de possíveis perdas de 20%. A amostra contou com 465 indivíduos, divididos e escolhidos aleatoriamente, de maneira proporcional, de cada um dos 22 setores censitários do município. A coleta dos dados para determinação da prevalência de DTM foi através do questionário de Fonsêca. Os dados foram analisados por meio do programa Stata®(StataCorp.LP) - versão 12.

Resultados: Quanto à prevalência de pessoas portadoras de DTM no município de Passo Fundo- RS foi encontrado que 13,44 % desta população apresentava DTM.

Conclusões: A prevalência de DTM na população de Passo Fundo foi de 13,44%.



Texto completo: PDF