Portal de Conferências da IMED, VIII Semana Acadêmica de Odontologia

Tamanho da fonte: 
INFLUÊNCIA DE FATORES RELACIONADOS AO PACIENTE NA SOBREVIVÊNCIA OU COMPLICAÇÕES DE IMPLANTES DENTÁRIOS
Larissa Bonamigo, Angélica Maroli, Leandro Cericato, Françoise Hélène Van de Sande Leite, Rodrigo Varella de Carvalho

Última alteração: 2018-10-04

Resumo


Introdução: Atualmente, a utilização de implantes dentários constitui uma terapia de reabilitação altamente previsível e difundida para a substituição de dentes ausentes. Contudo, para o seu sucesso é necessário a integração óssea do implante, que vai depender de fatores relativos ao paciente e ao procedimento cirúrgico1.

Objetivo: O presente trabalho analisou a influência de fatores relacionados ao paciente na sobrevivência ou complicações dos implantes dentários.
Material e Metódos: O estudo foi retrospectivo longitudinal, com uma amostra de conveniência composta por 528 pacientes atendidos na Clínica Odontológica Privada Implantcenter de Passo Fundo – RS no período entre 2003-2017. Os dados foram coletados a partir dos prontuários dos pacientes e inseridos em uma planilha do Excel. Para a análise dos dados, foram selecionadas as variáveis referentes ao sexo, à faixa etária, às condições sistêmicas do paciente, tratamento periodontal prévio e a localização do implante. Os desfechos avaliados foram o sucesso ou falha dos implantes, e as complicações observadas. A análise estatística foi realizada com o método Kaplan-Meier e regressão de Cox multivariada. Estatística descritiva foi utilizada para reportar as distribuições de frequência das variáveis coletadas.

Resultados: Em pacientes com diabetes foram observadas mais complicações (p = 0,016) e falhas (p = 0,006) do que em pacientes sem diabetes. Paciente tabagista apresentou maior chance de complicação após colocação do implante (p = 0,691), porém em nossa amostra em relação as falhas, o tabagismo não foi um fator de risco. Os outros fatores relacionados ao paciente avaliados, hipertensão, cardiopatia, e uso de bifosfonatos, não foram estatisticamente significativos.

Conclusão: Com base nos resultados obtidos, pode-se observar que a única condição do paciente capaz de repercutir em falha do implante foi o diabetes, no entanto o tabagismo mostrou maior potencial para produzir complicações.



Palavras-chave


Implantes Dentários, Fatores de Risco, Taxa de Sobrevivência

Texto completo: PDF