Portal de Conferências da IMED, VIII Semana Acadêmica de Odontologia

Tamanho da fonte: 
APLICABILIDADE DA I-PRF EM REGENERAÇÃO DE MAXILA ATRÓFICA: RELATO DE CASO
Débora Oliboni, Debora Coronetti, Atais Bacchi, Gabriel Rodrigues Oliveira, Vinícius Fabris

Última alteração: 2018-12-03

Resumo


Introdução: Os concentrados plaquetários são descritos na literatura desde a década de 70 com o PRP (Plasma Rico em Plaquetas) inicialmente utilizado na medicina e se expandindo para odontologia de forma mais ampla nos anos 90. Devido ao complexo protocolo de confecção, risco de contaminação durante o preparo e rapidez na liberação dos fatores de crescimento o mesmo caiu em desuso. Como uma evolução do PRP, em 2001 Joseph Joukroun criou o PRF (Fibrina Rica em Plaquetas) com um protocolo mais simples e totalmente autólogo. Com o decorrer dos anos várias alterações foram realizadas no protocolo de centrifugação sendo descrito em 2015 o primeiro protocolo para confecção da PRF de forma líquida, chamada de i- PRF (Fibrina Rica em Plaquetas Injetável) tornando a sua aplicabilidade mais ampla. A sua utilização associada à biomateriais particulados para regeneração vem se difundindo de forma positiva, já que a mesma é capaz de agregar juntamente ao enxerto fatores de crescimento, favorecer a manipulação e modelação do biomaterial frente ao defeito e melhorar a estabilidade do enxerto.

Objetivos: O objetivo do presente estudo visa descrever através de um relato de caso a associação da i-PRF à biomateriais para reconstrução de uma maxila atrófica.

Materiais e métodos: Paciente do sexo feminino, 54 anos buscou atendimento odontológico para reabilitação com implantes dentários da arcada superior edêntula. Após avaliação tomográfica constatou-se um quadro de reabsorção maxilar acentuada devido a perda precoce dos elementos dentários, fazendo-se necessário a associação de técnica de regeneração tecidual associada à instalação dos implantes. Para resolução do caso foram utilizados implantes Straumann com superfície SLA active, Bio-oss e Bio-guide como material de escolha para técnica regenerativa associados ao uso de i-PRF para incorporação de fatores de crescimento juntamente ao biomaterial.

Resultados: Constatou-se que a utilização do i-PRF associado à biomateriais apresenta excelentes resultados clínicos quando empregados em procedimentos regenerativos.

Conclusão: A utilização da i-PRF parece ser uma boa alternativa regenerativa utilizada juntamente com biomateriais, facilitando sua manipulação e conforme descrito na literatura tornando-o bioativo através da incorporação de fatores de crescimento no enxerto.



Palavras-chave


Fibrina Rica em Plaquetas, Implantes Dentários, Regeneração óssea.

Texto completo: PDF