Portal de Conferências da IMED, X Mostra de Iniciação Científica e Extensão Comunitária e IX Mostra de Pesquisa de Pós-Graduação da IMED 2016

Tamanho da fonte: 
O Programa Mais Médicos e a estratégia de atenção do SUS
Henrique Kujawa

Última alteração: 2016-07-26

Resumo


O artigo faz uma análise do Programa Mais Médicos a partir do resgate da proposta de atenção preconizada pelo Sistema Único de Saúde – SUS, descrevendo as principais críticas apresentadas ao programa e demonstrando que, mesmo não sendo a solução para o conjunto dos problemas e desafios vivenciados pelo SUS, possui medidas que podem aproximar as atuais políticas do SUS ao modelo de assistência preconizada na sua origem.

Palavras-chave


SUS. Mais Médicos. Política Pública.

Referências


CAMPOS, Claudia Valentina de Arruda; MALIK, Ana Maria. Satisfação no trabalho e rotatividade dos médicos do Programa de Saúde da Família. Rev. Adm. Pública vol.42 no.2 Rio de Janeiro Mar./Abr. 2008 CUNHA, F. Assistência à saúde: uma revisão crítica. Rev. Assoc. Med. Bras. vol.45 n.4 São Paulo Set./Dec. 1999 CAMPOS, Gastão Wagner do Souza. A Saúde, o SUS e o programa “Mais Médicos” Disponivel em: http://www.crmpr.org.br/publicacoes/cientificas/index.php/revista-do-medico-residente/article/download/395/386. (acesso 10 de set. de 2015) CAMPOS, Gastão Wagner de Sousa. Mais médicos e a construção de uma política de pessoal para a Atenção Básica no Sistema Único de Saúde (SUS). Interface (Botucatu. Online), v. 19, p. 641-642, 2015. CEBES. Editorial. Saúde debate vol.37 no.97 Rio de Janeiro Apr./June 2013 PROENÇA, Felipo Oliveira; VANNI, Tazio; PINTO, Hêider Aurélio; SANTOS,Jererzey Timoteo Ribeiro dos;FIGUEIREDEO, Alexandre Medeiros de; ARAÚJO, Sidclei Queiroga; MATO, Matheus FaLCAÃO mARTINS; Cyrino, Eliana Goldafab. Mais Médicos: um programa brasileiro em perspectiva internacional. Interface (Botucatu). 2015; 19(54):623-34.