Portal de Conferências da IMED, X Mostra de Iniciação Científica e Extensão Comunitária e IX Mostra de Pesquisa de Pós-Graduação da IMED 2016

Tamanho da fonte: 
AUMENTO DO ÍNDICE DE FELICIDADE: INTRODUÇÃO DA FILOSOFIA ANDINA NA AMÉRICA LATINA X RUPTURA COM OS SISTEMA E PRINCÍPIOS CAPITALISTAS
Daniela Dal Savio de Souza, Giulia Signor, Sérgio Ricardo Fernandes de Aquino

Última alteração: 2016-07-20

Resumo


Por meio da delimitação do tema da introdução da Filosofia Andina na América Latina em contrapartida com os princípios do sistema capitalista, analisaremos as transformações geradas na sociedade anteriores e posteriores a ruptura dos princípios impostos pelo sistema em estudo e consequentemente as influências benéficas e evolutivas no âmbito do Índice de Desenvolvimento Humano fomentadas pela introdução da chamada Filosofia Andina. Delimitamos como objetivos específicos: a comparação entre as definições de viver bem perante o sistema capitalista e a proposta do Buen Vivir, analisaremos como há a aplicação prática dessa filosofia da cultura andina nas constituições latino-americanas e iremos averiguar assim, as consequências dessas mudanças constitucionais nos Índices de Desenvolvimento Humano. O método de abordagem a ser utilizado é o indutivo e o método de procedimento é o funcionalista, pois haverá a análise das influências geradas pela cultura andina diante da sociedade latino-americana, em confronto com os modelos impostos à sociedade pelo sistema capitalista. Este artigo foi realizado a partir das discussões do grupo de pesquisa: Ética, Cidadania e Sustentabilidade.


Palavras-chave


Filosofia Andina, Buen Vivir, PachaMama

Texto completo: PDF