Portal de Conferências da IMED, X Mostra de Iniciação Científica e Extensão Comunitária e IX Mostra de Pesquisa de Pós-Graduação da IMED 2016

Tamanho da fonte: 
Pesquisa de Opinião com Idosos
Tauana Bertoldi, Juliana Frighetto

Última alteração: 2016-07-26

Resumo


Como muitos países do Terceiro Mundo, o Brasil vem enfrentando um importante crescimento de sua população de idosos sendo que, quando o ser humano entra na fase idosa, surgem algumas doenças causadas por quedas, o que ocasiona a hospitalização e até o óbito dos idosos. Sabe-se que as principais quedas e óbitos estão ocorrem no sexo feminino, consequências da: fraqueza, sonolência e tonturas ocasionadas por medicamentos. Estima-se que cerca de 30% de idosos acima dos 65 anos, sofrem em média uma queda por ano. Mesmo que o local onde residem esteja adequado as suas necessidades, cerca de 70% das quedas ocorrem dentro das residências, isso porque, os idosos fornecem menos atenção ao caminhar pois já estão acostumados com o ambiente. Os outros 30% das quedas, ocorrem no exterior de onde residem devido as irregularidades das ruas. Infelizmente, as quedas, impedem os idosos de realizar atividades simples como: deitar-se, levantar-se, caminhar e tomar banho. Desse modo, objetiva-se estabelecer a acessibilidade necessária no ambiente em que estão inseridos. Para isso, utilizando o método de Amostra de Convivência, aplicou-se 256 questionários, com idosos de ambos os sexos, que possuíam idade mediana de 69 anos (DP: 7,7425) sendo que cerca de 45% encontravam-se em suas casas, destes 83,3% residem em meio urbano, 43,5% residem com seu cônjuge e que 56,9% não residem com outros idosos. Através da correlação é significativa no nível 0,05 (SPSS22) 0,048 dos entrevistados residem na em área urbana e 0,043 residem com seus cônjuges. É de extrema importância darmos atenção aos idosos e estabelecer um ambiente adequado para suprir suas necessidades, fornecendo, segurança e qualidade.


Palavras-chave


Idosos, Quedas, Doenças.

Referências


FABRÍCIO, Suzele Cristina Coelho; RODRIGUES, Rosalina A Partezani; COSTA JUNIOR, Moacyr Lobo da. Causas e conseqüências de quedas de idosos atendidos em hospital público. Revista Saúde Pública, Ribeirão Preto, v. 1, n. 38, p.9-93, 21 jul. 2003.

SIQUEIRA, Fernando V et al. Prevalência de quedas em idosos e fatores associados. Revista Saúde Pública, Pelotas, v. 5, n. 41, p.749-756, 08 maio 2008.

KALACHE, A.; VERAS, R. P. & RAMOS, L. R., 1987. O envelhecimento da população mundial. Um desafio novo. Revista de Saúde Pública, 21:200-210.

Hamra A, Ribeiro MB, Miguel OF. Correlação entre fratura por queda em idosos e uso prévio de medicamentos. Acta Ortop Bras. [periódico na Internet]. 2007; 15(3):143-145. Disponível em URL: http://www.scielo.br/aob.