Portal de Conferências da IMED, X Mostra de Iniciação Científica e Extensão Comunitária e IX Mostra de Pesquisa de Pós-Graduação da IMED 2016

Tamanho da fonte: 
O efeito do estado emocional na relação entre o tipo de consumo e a felicidade
Elem Rabelo Duarte, Franciele Lorenzato, Manueli Tomasi, Kenny Basso

Última alteração: 2016-07-19

Resumo


Esta pesquisa tem como objetivo verificar a relação entre o tipo de compras e a felicidade. Para testar as hipóteses foi desenvolvido um experimento com 97 alunos, através de um questionário estruturado com perguntas fechadas, em que foram manipulados dois tipos de compras: a compra de uma experiência e a compra de um bem material. Os resultados obtidos demonstraram que as pessoas se sentem mais felizes ao consumirem experiências que bens materiais. Espera-se que o estudo possa contribuir com a teoria, ao passo que pesquisadores buscam encontrar o quanto as pessoas se consideram felizes, e o que fazem para se realizarem plenamente; e para ampliar o interesse na realização de pesquisas pelo método de experimento devido a carência desta metodologia de estudos no Brasil.

 


Palavras-chave


tipos de consumo; bens e serviços; estado emocional; felicidade.

Referências


BALMAN, Z. Vida para consumo. A transformação das pessoas em mercadorias/ Zygmut Balman; Tradução: Carlos Alberto Medeiros. Rio de Janeiro: Zahar, 2008.

 

BARBOSA, L. Sociedade de Consumo. Rio de Janeiro: Zahar, 2010.

 

BECKER, M. S. A relação entre riqueza e felicidade: um estudo sobre o bem-estar econômico e o bem-estar subjetivo. 2009. Disponível em: http://hdl.handle.net/10183/25402. Acesso em 15 de outubro de 2013.

 

BENI, M. C. Análise Estrutural do Turismo. São Paulo: Editora Senac, 1997.

 

BESANKO, D.; DRANOVE, D.; SHANLEY, M.; SCHAEFER, S. A Economia da Estratégia. Porto Alegre: Bookman, 2004.

 

COBRA, M. Serviços: Como construir valor para o cliente. São Paulo: Marcos Cobra Editora, 2004.

 

CORRÊA, L. O. R. Fundamentos Metodológicos em EJA I. Curitiba: IESDE Brasil S.A., 2009.

 

COSTA FILHO, I. C. Propaganda, Felicidade e Consumo. Revista Leitura, Ed. Evolutivo, Fortaleza, n. 3, 2005.

 

GALINHA, I. C.; RIBEIRO, J. L. Contribuição para o estudo da versão portuguesa da Positive and Negative Affect Schedule (PANAS): II-Estudo psicométrico. Análise Psicológica, v. 23, n. 2, p. 219-227, 2005.

 

GONÇALVES, S. M. M.; PEREIRA, C. A. A. Mas, afinal, o que é felicidade? Ou, quão importantes são as relações interpessoais na concepção de felicidade entre adolescentes. 2006. Tese de Doutorado. Tese (Doutorado em Psicologia)-Universidade Federal do Rio de Janeiro, Instituto de Psicologia.

 

HANKS, L.; MATTILA, A. S. Verifying the hedonic vs. utilitarian consumer attitudes categorization: the case of spas and salons. Managing Leisure, v. 17, n. 1, p. 47-53, 2012.

 

JINGJING M.; HAIYANG Y.; NEAL J. R. Pursuit of Happiness: Towards Understanding the Complex Relationship Between Consumption and Happiness. Advances in Consumer Research V. 40, p. 106- 111, 2013.

 

KERIN R. A.; HARTLEY, S. W.; BERKOWITZ, E. N., RUDELIUS, W. Marketing. Porto Alegre: AMGH, 2011.

 

LEIFER, R. Projeto Felicidade: Como nos libertar da dor que infligimos a nós mesmos e aos outros. São Paulo: Editora Cultrix Ltda, 1997.

 

LIN, W.; DESAI, K. K. Does Imbalanced Spending Sabotage Our Happiness? Moderating Influence of Time vs. Money. Advances in Consumer Research, v. 41, 2013.

 

MATTOS, A. R.; CASTRO, L. R. Ser livre para consumir ou consumir para ser livre? Psicologia em revista, v.14, n.1,p.151-170, 2008

 

MIOTTO, A. P. Antecedentes e consequências da gestão das finanças domésticas: uma investigação com consumidoras da classe C. 2013. Disponível em: http://bibliotecadigital.fg

v.br/dspace/handle/10438/10631. Acesso em 14 de dezembro de 2013.

 

RETONDAR, A. M. Sociedade de consumo, modernidade e globalização. São Paulo: Annablume; Campina Grande: EDUFCG, 2007.

SCHAFRANSKI, Marcelo Derbli. Medicina da Felicidade. São Paulo: Matrix, 2012.

 

SIQUEIRA, M. M. M; PADOVAM, V. A. R. Bases teóricas de bem-estar subjetivo, bem-estar psicológico e bem-estar no trabalho. Psicologia: teoria e pesquisa, v. 24, n. 2, p. 201-209, 2008.

 

SOLOMON, M. R. O Comportamento do Consumidor: Comprando, possuindo e sendo. Tradução Lene Belon Ribeiro. Porto Alegre: Bookman, 2008.

 

TEIXEIRA, J. M.; HERNANDEZ, J. M. da C. Valores de compra hedônico e utilitário: os antecedentes e as relações com os resultados do varejo. Revista Eletrônica de Administração, Porto Alegre, v. 71, n. 1, p. 130-160, 2012.


Texto completo: PDF