Portal de Conferências da IMED, X Mostra de Iniciação Científica e Extensão Comunitária e IX Mostra de Pesquisa de Pós-Graduação da IMED 2016

Tamanho da fonte: 
VISITA DOMICILIAR: QUANDO O OLHAR E A ESCUTA SE ENTRELAÇAM.
Alana Camila Picollo de Quadros, Carine Tabaczinski, Marcia Fortes Wagner

Última alteração: 2016-07-13

Resumo


A visita domiciliar pode ser considerada como uma prática profissional investigativa ou de atendimento realizada por um ou mais profissionais, voltada ao indivíduo em seu próprio meio social ou familiar (Amaro, 2003). O objetivo do presente trabalho é realizar uma investigação acerca da importância da visita domiciliar, destacando o papel do psicólogo neste contexto. Para isso, foram pesquisados artigos nos bancos de dados virtuais, livros, entre outros textos publicados na língua portuguesa. ). A literatura destaca os possíveis benefícios que a visita domiciliar pode proporcionar aos sujeitos, pois o profissional pode levar o conhecimento para o meio familiar e fazer um melhor planejamento da ação a ser executada. A partir da escuta diferenciada do profissional da psicologia, adquirida durante a sua formação, que se proporcionam momentos de subjetivação do sistema familiar, favorecendo a ampliação da percepção da própria família acerca dos seus problemas, com o objetivo de capacitar os sujeitos a encontrarem novos lugares nos sistemas nos quais estão inseridos.

Palavras-chave


Visita domiciliar, Família, Psicologia.

Texto completo: PDF