Portal de Conferências da IMED, X Mostra de Iniciação Científica e Extensão Comunitária e IX Mostra de Pesquisa de Pós-Graduação da IMED 2016

Tamanho da fonte: 
A Mediação De Conflitos: Um Olhar A Partir Da Teoria Dos Jogos
William Picolo Fibrans, Janine Homem Borba, Thaise Nara Graziottin Costa

Última alteração: 2016-07-26

Resumo


O presente artigo visa estudar a mediação de conflitos judicial, instituída pelo novo Código de Processo Civil, bem como demonstrar a contribuição do estudo da Teoria dos Jogos de John Nash, trazida pela lógica matemática de forma cooperativa e não competitiva pode contribuir para alcançar entre as partes uma solução harmônica e pacifica para os conflitos. Inicia-se pelo estudo dirigido do livro Manual de Mediação Judicial de 2015, apresentações do tema na disciplina de Mediação e Justiça Restaurativa da IMED que indica uma forma de negociação de conflitos judiciais utilizando-se dos ensinamentos lógicos da matemática estudado por John Nash, afastando o paradigma competitivo e introduzindo o indicativo cooperativo-reflexivo nas mediações e capacitações de mediadores realizadas pelo Conselho Nacional de Justiça. A pesquisa foi realizada e desenvolvida com base nos métodos dedutivo e descritivo, analisando o vídeo “O dilema do Prisioneiro” com intuito de maximizar ganhos para ambas as partes, sendo que no acordo final as partes efetivamente se empoderam das decisões assumidas na mediação, visualizando os ganhos que obtiveram pelo diálogo, pela escuta ativa e pela harmonização das relações continuadas junto ao Poder Judiciário.

Palavras-chave


Mediação; Cooperação; Teoria Jogos, Conflito; diálogo.

Referências


AZEVEDO, André Gomma de (Org.). Manual de Mediação Judicial, 5ª Edição Brasília/DF: Conselho Nacional de Justiça, 2015. COSTA, Thaise Nara Graziottin . Surfando no Acesso À Justiça: a mediação familiar uma oportunidade de co-criação participativa e emancipatória do Sujeito. 2015. disponível em: http://www.tjrs.jus.br/informativo/pub/tjrs/?numero=403 COSTA, Thaise Nara Graziottin e MOSENA, Maurício. O pensamento complexo de edgar morin e a jurisdição frente ao código de processo civil: a possibilidade da conciliação e da mediação como perspectiva emancipatória e participativa do cidadão na resolução de conflitos. 2015. Disponível em: http://www.deviant.com.br/preview/bib/bibi/bib/i/?book=livro2.epub COSTA, Thaise Nara Graziottin e ZAMBAM, Neuro José. A Crise da Jurisdição Estatal: Possibilidade de Resolução de Conflitos pela Mediação e a Perspectiva da Moral e da Autonomia da Vontade na Ótica Kantiana . 2015 .Disponível em : http://www.icjp.pt/publicacoes/1/7357 HOUAISS, Antonio. Mini dicionário Houaiss da língua portuguesa. 4. ed. Rio de Janeiro: Objetiva, 2010.

Texto completo: PDF