Portal de Conferências da IMED, XIV Mostra de Iniciação Científica e Extensão Comunitária e XIII Mostra de Pesquisa de Pós-Graduação IMED 2020

Tamanho da fonte: 
ANÁLISE DO DESEMPENHO TÉRMICO DA UTILIZAÇÃO DE EMBALAGENS TETRA PAK® EM HABITAÇÕES VULNERÁVEIS
Thaíse Sebben, Thaísa Leal da Silva

Última alteração: 2020-10-27

Resumo


Grande parte das moradias construídas em assentamentos urbanos são consideradas precárias visto suas condições insalubres de habitabilidade, sobretudo no aspecto do conforto térmico. Assim, a utilização das embalagens Tetra Pak® como revestimento interno em paredes e forro tem se tornado uma alternativa econômica para minimizar o desconforto térmico de habitações em situação de vulnerabilidade. Nesse contexto, este trabalho tem por objetivo analisar e comparar o desempenho térmico de duas habitações vulneráveis com padrões construtivos semelhantes, como madeiras de descarte e forração com embalagens cartonadas, localizadas em uma mesma área urbana de ocupação irregular no município de Passo Fundo/RS. Como metodologia, inicialmente, efetuou-se o levantamento das dimensões no local, e em seguida, foi realizada a modelagem das volumetrias no software Sketchup, e o uso do software Energy Plus para as simulações computacionais, avaliando o desempenho térmico das edificações nas condições reais. Os resultados demonstraram somente a utilização de embalagens cartonadas como revestimento de paredes e subcobertura não mostrou ser capaz de reduzir significativamente os níveis de desconforto térmico causado, principalmente, pelo frio, sendo necessária a utilização de alternativas construtivas e de projeto de baixo custo, tendo em vista a realidade social dos moradores de habitações em situação de vulnerabilidade.


Palavras-chave


Conforto térmico; Embalagens Tetra Pak; Energy Plus; Habitações vulneráveis

Referências


BSF. Projeto Brasil Sem Frestas. Passo Fundo, 2009. Disponível em: <http://caixadeleite-brasilsemfrestas.blogspot.com/p/sobre.html>.  Acesso em: 07 Jul. 2020.

 

FUNDAÇÃO JOÃO PINHEIRO. Déficit habitacional no Brasil 2011-2012. Centro de Estatística e Informações. Minas Gerais, 2018.

 

GIGLIO, Thalita G.F. Avaliação do desempenho térmico de painéis de vedação em madeira para o clima de Londrina-PR. Londrina: Dissertação de Mestrado. Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Edificações e Saneamento. Universidade Estadual de Londrina, 2005.

 

LABEEE: LABORATÓRIO DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA EM EDIFICAÇÕES. Desempenho Térmico de Edificações. Florianópolis, 2016. Disponível em: <http://labeee.ufsc.br/sites/default/files/disciplinas/ApostilaECV5161_v2016.pdf>. Acesso em: 10 Jun. 2020.

 

MICHELS, Caren. Análise da transferência de calor em coberturas com barreiras radiantes. Florianópolis: Dissertação de Mestrado. Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil. Universidade Federal de Santa Catarina, 2007.

 

PROCEL. Eficiência Energética na Arquitetura. 3º edição. 2014. 382p.

 

ASHRAE. Thermal Environmental Conditions for Human Occupancy. Standard 55. Atlanta: American Society of Heating, Refrigerating and Ais- Conditioning Engineers, INC, 2014.

 

ABNT, ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 15220. Desemprenho Térmico de Edificações. Parte 2: Métodos de cálculo da transmitância térmica, da capacidade térmica, do atraso térmico e do fator solar de elementos e componentes de edificações. Rio de Janeiro. 2003.

 

SANTOS, ALYNE R.C. Avaliação da emissividade de embalagens cartonadas por termografia e modelagem computacional. Cuiabá: Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu Mestrado em Ciências Ambientais. Universidade de Cuiabá, 2019.

 


Texto completo: PDF