Portal de Conferências da IMED, XIV Mostra de Iniciação Científica e Extensão Comunitária e XIII Mostra de Pesquisa de Pós-Graduação IMED 2020

Tamanho da fonte: 
CASAIS SEM FILHOS BIOLÓGICOS E/OU ADOTIVOS POR OPÇÃO
Sarah Giovanna Port Schiavo, Karine Klann, Cláudia Mara Bosetto Cenci

Última alteração: 2020-10-27

Palavras-chave


Conjugalidade, casais sem filhos, ausência de filhos.

Referências


Bernardi, D., Féres-Carneiro, T., & Magalhães, A. S. (2018). Entre o desejo e a decisão: a escolha por ter filhos na atualidade. Contextos Clínicos, 11(2), pp. 161-173.

Bernardi, D., Dantas, C. R., & Féres-Carneiro, T. (2020). Satisfação Conjugal e Liberdade: Percepções de Sujeitos Casados acerca da Ausência de Filhos. Gerais: Revista Interinstitucional de Psicologia, 13(1), pp. 1-15.

Caetano, C., Martins, M. S., & Motta, R. C. (2016). Família Contemporânea: Estudo de Casais Sem Filhos por Opção. Pensando Famílias, 20(1), pp. 43-56.

Mendes, T. H., & Pereira, V. T. (2019). Casais que optam por não ter filhos: entre escolhas e expectativas. Diaphora, 19(1), pp. 24-31.

Rios, M. G., & Gomes , I. C. (2009). Estigmatização e Conjugalidade em Casais sem Filhos por Opção. Psicologia em Estudo, 14(2), pp. 311-319.

Silva, I. M., & Frizzo, G. B. (2014). Ter ou Não Ter? Uma Revisão da Literatura sobre Casais. Pensando Famílias, 18(1).