Portal de Conferências da IMED, XI Mostra de Iniciação Científica e Extensão Comunitária e X Mostra de Pesquisa de Pós-Graduação IMED 2017

Tamanho da fonte: 
EMPREENDEDORISMO SOCIAL APLICADO NO CUMPRIMENTO DA FUNÇÃO SOCIAL DE TERRENOS BALDIOS
Andrea Mussi, Gabriela Fritzen de Lima

Última alteração: 2017-07-26

Resumo


A efetivação da cidade sustentável perpassa por atitudes contemporâneas de correção das distorções do crescimento urbano e de melhoria da urbanidade dos espaços abertos. O empoderamento de comunidades locais em prol de uma modificação de uma condição urbana que pode afetar para melhor a qualidade de vida das pessoas é um hábito a ser criado e explorado como solução complementar as políticas públicas. A pesquisa busca avaliar alternativas para o uso temporário de terrenos subutilizados em Passo Fundo, RS, Brasil, até que os mesmos sejam edificados, usando o direito de superfície e as demandas geradas pela comunidade como ideias de negociação com o setor privado para promover uma função coletiva a esses espaços privados. Os pocket parks podem ser uma alternativa para aumentar a quantidade de espaços abertos de uso público para todas os cidadãos e podem ser configurados para diversos fins e faixas etárias. Os pocket parks são uma opção de preencher a lacuna do não cumprimento da função social dos terrenos vagos existentes no bairro estudo, que por suas características de infraestrutura e pela permissão legislativa, torna tais propriedades privadas não cumpridoras da sua função socioambiental. Nesse artigo é apresentado estratégias para a implementação de pocket parks.


Palavras-chave


Cidade sustentável. Empreendedorismo Social. Pocket parks.