Portal de Conferências da IMED, XI Mostra de Iniciação Científica e Extensão Comunitária e X Mostra de Pesquisa de Pós-Graduação IMED 2017

Tamanho da fonte: 
DYNAMO E GRASSHOPPER: DIFUSÃO CIENTÍFICA E POPULARIDADE ENTRE USUÁRIOS
Paola Zardo, Juliano Lima da Silva, Andrea Quadrado Mussi

Última alteração: 2017-06-28

Resumo


As possibilidades propostas aos processos de projeto na arquitetura e construção com o advento da modelagem paramétrica, como a criação de geometrias complexas e simulações de desempenho, favoreceram a difusão das ferramentas de programação visual, como Dynamo, da Autodesk, e Grasshopper, de Robert McNeel & Associated. O objetivo deste estudo é verificar a disseminação científica e a popularidade entre os usuários destas duas ferramentas de programação visual associadas ao design paramétrico (Dynamo e Grasshopper), com o intuito de realizar uma análise comparativa para destacar as potencialidades de uso de cada aplicação. A metodologia baseou-se em duas etapas: uma revisão sistemática de bibliografia e uma pesquisa exploratória de caráter qualitativo para buscar e categorizar aspectos de uso nos fóruns oficiais de cada um dos softwares. Constatou-se que o Grasshopper está mais difundido na esfera científica (87,2% dos trabalhos analisados). Segundo opinião de usuários, isso possivelmente se dá pelo tempo de existência, pela interface amigável e pela variedade de plug-ins disponíveis. O Dynamo, apesar da licença educacional disponibilizada pela Autodesk, foi utilizado em apenas 12,5% dos trabalhos, porém é importante destacar que a temática destes estava inserida em contextos Building Information Modeling (BIM) que, segundo usuários, constitui o grande diferencial e possível impulsionador desta ferramenta para trabalhos futuros.


Palavras-chave


Design Paramétrico; Programação visual; Dynamo; Grasshopper