Portal de Conferências da IMED, XI Mostra de Iniciação Científica e Extensão Comunitária e X Mostra de Pesquisa de Pós-Graduação IMED 2017

Tamanho da fonte: 
Estágio em uma comunidade terapêutica: relato de experiência
Michele Minozzo Satehs, Susana König Luz

Última alteração: 2017-06-28

Resumo


A drogadição e suas consequência fazem com que os ONU e os governantes de diversos países trabalhem em programas que visem num primeiro momento prevenir e inibir o uso de substâncias psicoativas e num segundo momento, tratar aqueles que já fazem uso.  O número de usuários não tem aumentado de acordo com UNODC (2016), mas o número de indivíduos com transtornos mentais decorrente do uso de drogas aumentou de 27 milhões em 2014 para 29 milhões no ano de 2016.  Esta preocupante realidade impõem aos governantes a necessidade de apresentarem políticas públicas capazes de atender esta parcela da população, sendo as comunidades terapêuticas parte integrante desta intervenção.  O relato de experiência de uma estagiária de uma comunidade terapêutica possibilitou compreender como está sendo o primeiro contato dos acadêmicos de Psicologia com o trabalho do psicólogo neste contexto, as suas dificuldades, êxitos e oportunidades originadas do estágio.  Concluiu-se com o relato que os estágios possibilitaram a estagiária a agregar o conhecimento teórico e a prática, tornando-se capacitada para o trabalho após a conclusão do curso.


Palavras-chave


Estágio básico de Psicologia, estágio clínico de Psicologia, comunidade terapêutica, relato de experiência.