Portal de Conferências da IMED, XI Mostra de Iniciação Científica e Extensão Comunitária e X Mostra de Pesquisa de Pós-Graduação IMED 2017

Tamanho da fonte: 
MÍDIA COMO CONTROLE SOCIAL INFORMAL: UMA ANÁLISE CRÍTICA DO JORNAL O GLOBO SOBRE A REDUÇÃO DA MAIORIDADE PENAL
Patrícia Silveira da silva, Marília de Nardin Budó

Última alteração: 2017-06-28

Resumo


RESUMO
Este artigo versa sobre o papel da mídia como controle social informal, analisando como são estruturados as propostas e os discursos da mídia para o recrudescimento do controle de adolescentes em conflito com a lei. São analisados ​​os editoriais sobre o tema “Redução da maioridade penal” do ano 2015 do jornal O Globo, um dos jornais impressos mais lidos do Brasil, de acordo com a Associação Nacional de Jornais (ANJ). Este ano foi escolhido porque houve a votação e a aprovação da redução da maioridade penal do país em sua primeira e segunda sessão realizada na Câmara dos Deputados. O trabalho está estruturado em duas partes. Na primeira expõe-se o Estatuto da Criança e do Adolescente sob a influência da Criminologia Crítica, utilizando de pesquisa bibliográfica. E na segunda, é apresentado o resultado da análise dos editoriais do jornal O Globo. O resultado indica um significativo número de editoriais publicados no ano sobre o tema, mostrando sua posição favorável à redução da maioridade penal e à atribuição de poderes discricionários aos juízes no momento de aplicação das medidas.


Palavras-chave


Criminologia Crítica; Estatuto da Criança e do Adolescente; Mídia; Editoriais; O Globo;