Portal de Conferências da IMED, XI Mostra de Iniciação Científica e Extensão Comunitária e X Mostra de Pesquisa de Pós-Graduação IMED 2017

Tamanho da fonte: 
Cinema: um meio reflexivo de empoderamento para o espectador.
Adry Fellini Zolet, Ana Carolina Messa, Caroline Bresolin Maia Cadore

Última alteração: 2017-07-26

Resumo


O presente trabalho aborda o empoderamento feminino nos aspectos profissionais e jurídicos, estreitando-se os vínculos com o direito à informação e a relação do individuo com o Estado. Nesse enredo contextualiza-se a relevância do Cinema em levar até o espectador uma reflexão da realidade fática. Para tanto, utilizou-se como fonte de observação o filme biográfico “Erin Brockovich - Uma Mulher de Talento”, juntamente com o método dedutivo através da revisão bibliográfica para a obtenção dos resultados apresentados.

O filme analisado é do ano 2000 e apesar do lapso temporal percebe-se na atualidade as mesmas dificuldades fáticas abordadas pelo Diretor. Dentre os aspectos enfrentados no filme os mais relevantes são a precariedade de mulheres em cargos decisivos e os ruídos na comunicação entre Estado de caráter fiscalizatório e sociedade. Por fim, a particularidade da análise é: Qual a importância do Cinema em abordar realidades para o espectador?

Desta forma, a análise visa compreender a relevância da abordagem de temas reais (que ultrapassam a perspectiva da ficção), denotando-se o Cinema como reflexo da sociedade. Entende-se assim que o enfrentamento de assuntos relacionados aos direitos humanos e à Ciência do Direito pela 7ª arte é uma forma de popularização do conhecimento, que visa o empoderamento através da informação.

 

 


Palavras-chave


Cinema; Direitos Humanos; Informação