Portal de Conferências da IMED, XI Mostra de Iniciação Científica e Extensão Comunitária e X Mostra de Pesquisa de Pós-Graduação IMED 2017

Tamanho da fonte: 
Saúde Bucal em Idosos
Bianca Lenita Da Silva de Oliveira, Ana Laura De Souza Sebastiany, Vanessa Sebben

Última alteração: 2017-07-26

Resumo


A população idosa vem crescendo, segundo a literatura conforme os anos passam a saúde bucal da população se torna cada vez mais precária. No Brasil a população idosa apresenta prevalência de cárie e doença periodontal, decorrente de uma baixa percepção de saúde bucal associada a fatores sociais, econômicos, demográficos e psicossociais, bem como hábitos indesejáveis e péssimas condições bucais clinicas A avaliação da autopercepção da saúde bucal pode ajudar a promover ações educativas, e preventivas para esta parcela da população. O presente estudo trata-se de uma revisão de literatura e teve como objetivo verificar a autopercepção das condições de saúde bucal em idosos. Os 15 artigos foram encontrados através da base de dados Scielo e apresentam os seguintes resultados: A população idosa apresenta grande número de problemas relacionados a cavidade oral,  porém em grande parte dos estudos quando perguntados, classificam possitivavemente sua saúde, apesar, dos indicadores apontarem uma situação negativa. Assim pode-se concluir que existe uma grande discrepância entre os dados sobre a autopercepção e as condições reais dos idosos, o que indica a demanda por serviços odontológicos e reforça a importância das políticas públicas para modificar tal realidade.

 

 


Palavras-chave


AUTOPERCEPÇÃO;IDOSO;SAÚDE BUCAL