Portal de Conferências da IMED, XI Mostra de Iniciação Científica e Extensão Comunitária e X Mostra de Pesquisa de Pós-Graduação IMED 2017

Tamanho da fonte: 
NÍVEL DE INFORMAÇÃO E PRÁTICAS EM SAÚDE BUCAL: ESTUDO PILOTO COM PROFESSORES DO ENSINO FUNDAMENTAL
Tamara Ferro, Deison Alencar Lucietto

Última alteração: 2017-07-26

Resumo


A saúde bucal de uma população é expressa claramente pelas condições do meio no qual ela está inserida. A escola é importante espaço social para o desenvolvimento de ações de educação em saúde, com vistas à promoção de saúde bucal. Este estudo teve como objetivo verificar o nível de informação e as práticas em saúde bucal realizadas por professores. Tratou-se de estudo piloto do tipo populacional observacional transversal, realizado em uma escola estadual do município de Passo Fundo/RS. Participaram 14 professores do ensino fundamental. Os dados foram coletados através de questionários. Verificou-se, através deste estudo piloto, que a maioria dos professores apresentava razoável nível de informação sobre doenças bucais e seus determinantes. Metade dos docentes referiu realizar práticas envolvendo temas de saúde bucal, com destaque para temas como escovação e alimentação. Identificou-se que metade dos docentes se sentia inseguro para transmitir informações sobre saúde bucal aos estudantes. Acredita-se que os professores possuem importantes papeis na construção de estratégias de educação em saúde. Para tanto, é preciso investir em formação continuada e estimular a integração das equipes de saúde bucal no ambiente escolar

 


Palavras-chave


saúde bucal, educação em saúde, professores