Portal de Conferências da IMED, XI Mostra de Iniciação Científica e Extensão Comunitária e X Mostra de Pesquisa de Pós-Graduação IMED 2017

Tamanho da fonte: 
As práticas de estágio supervisionado em Psicologia Organizacional e as possibilidades de inovação no serviço público
Iara Silveira Fernandes, Elenise Abreu Coelho, Vanessa Rissi, Mario Luiz Junges Junior

Última alteração: 2017-06-12

Resumo


Dentre os maiores desafios pelos quais se deparam as instituições de ensino, está o de organizar e maximizar a aprendizagem dos alunos, tornando-os capazes de serem protagonistas e agentes de mudanças nos diferentes contextos. De acordo com Johnson e Johnson (2009) as práticas de estágios, também chamadas de aprendizagem cooperativa, possibilitam um contexto significativo de aprendizagem voltado para aplicação dos conteúdos e a formação acadêmica. Assim, o presente estudo teve como objetivo uma breve reflexão acerca práticas de estágio em Psicologia Organizacional no setor público, com ênfase nas possibilidades de inovação. O método utilizado foi um relato de experiência dos estágios em Psicologia Organizacional, realizados na Coordenadoria de Recursos Humanos da Prefeitura Municipal de Passo Fundo, no período que compreende 2015 ao primeiro semestre de 2017. No que tange as atividades desenvolvidas, o estágio oportunizou a elaboração de estratégias que contribuíram na melhoria das relações interpessoais e promoção de qualidade de vida no trabalho, por meio da realização de grupos com servidores; a criação de projetos para a implementação de processos administrativos como descrição e planejamento de cargos; e, processos de gestão de pessoas, como avaliações e realização de treinamentos, os quais eram realizados apenas sob forma de capacitações. As experiências propiciaram o desenvolvimento de habilidades e competências para o exercício profissional, e o levantamento das principais demandas inerentes ao contexto do setor público. O estágio no setor público contribui para a construção de profissionais capacitados a atuar nas diferentes áreas dentro de seu nicho de formação, bem como com a unidade concedente pela possibilidade de ações inovadoras.

Referências:
Johnson, D. W., & Johnson, R. T. (2009). An educational psychology success story: social interdependence theory and cooperative learning. Educational Researcher, 38(5), 365-379.
Rose, T. M. S., Afonso, M. L., Bandioli, R. M., & Gonçalves, E. G. (2016). Práticas Educativas Inovadoras na Formação do Psicólogo Escolar: uma Experiência com Aprendizagem Cooperativa. Psicologia: Ciência e Profissão, 36(2)304-316.

Palavras-chave


Estágio Supervisionado, Psicologia Organizacional, Serviço Publico.

Texto completo: PDF