Portal de Conferências da IMED, XI Mostra de Iniciação Científica e Extensão Comunitária e X Mostra de Pesquisa de Pós-Graduação IMED 2017

Tamanho da fonte: 
Prevalência de Sintomas Depressivos na População Psiquiátrica
Tainá Katiúcia Simor e Simor, Vinicius Renato Thomé Ferreira

Última alteração: 2017-07-26

Resumo


Os sintomas depressivos tendem a causar prejuízos na vida das pessoas, o transtorno depressivo maior é um dos  mais incapacitantes para o individuo, e estima-se que mundialmente 350 milhões de pessoas encontram-se afetadas ao longo de sua vida em idades diversas. (Organização Mundial da Saúde, 2016, Serafim e Saffi, 2015). Os sintomas depressivos estão presentes em vários quadros psicopatológicos, e estima-se que sua ocorrência em pacientes internados em hospital psiquiátrico seja frequente. A pesquisa tem um delineamento descritivo e quantitativo, visando levantar a prevalência de sintomas depressivos em população internada em hospital psiquiátrico. Os dados serão analisados quantitativamente, levantando frequências e estabelecendo correlações entre sintomas depressivos e tríade cognitiva. O projeto está em fase de execução. Entretanto, a pesquisa se justifica tendo em vista o escasso número de pesquisas sobre sintomas depressivos em população internada em hospital psiquiátrico.

Referências

Organização Mundial da Saúde, 2016.

http://www.who.int/mediacentre/en/

Serafim, A. P. & Saffi, F. (2015). Neuropsicologia forense. Quadros Depressivos (pp.162-169) Porto Alegre: Artmed.


Palavras-chave


Sintomas, Depressão, População