Portal de Conferências da IMED, XI Mostra de Iniciação Científica e Extensão Comunitária e X Mostra de Pesquisa de Pós-Graduação IMED 2017

Tamanho da fonte: 
A autoestima de adolescentes escolares: Um estudo com alunos de uma escola pública de Passo Fundo
Ângela Maria Horn, Denice Gelain, Naiana Dapieve Patias

Última alteração: 2017-07-26

Resumo


A autoestima pode ser entendida como um conjunto de sentimentos e pensamentos sobre seu próprio valor, competência e adequação. Esse conjunto de percepções reflete em uma atitude positiva ou negativa em relação a si mesmo. Este trabalho teve como objetivo investigar a autoestima de adolescentes de uma escola pública de uma cidade do norte do estado do Rio Grande do Sul e verificar se haviam diferenças nas médias da autoestima comparando o sexo e a faixa etária dos participantes. Para tanto, participaram do estudo 237 adolescentes com idades de14 a 18 anos (M=15,5; DP=0,84), 58% meninas todos estudantes de ensino médio. Como instrumentos de coleta de dados, foram utilizados um questionário sociodemográfico e a Escala de Autoestima de Rosenberg. Análise dos dados ocorreu por meio de análises estatística descritiva (médias e desvios-padrão) e teste t de student para amostras independentes. A média geral na autoestima foi de M=29,14; DP=4,85. Teste t de student para amostras independentes indicou não haver diferenças estatisticamente significativas na autoestima de meninos e meninas nesta amostra (t=0,85; gl=197; p=0,40). Além disso, não foram encontradas diferenças estatisticamente significativas (t=1,70; gl=224; p=0,09). Estes resultados demonstram diferenças, mas também similaridades com outros estudos realizados no Brasil.

Palavras-chave


Autoestima, Adolescentes, Escola