Portal de Conferências da IMED, XI Mostra de Iniciação Científica e Extensão Comunitária e X Mostra de Pesquisa de Pós-Graduação IMED 2017

Tamanho da fonte: 
Iniquidades na prevenção primária do câncer de colo de útero no Brasil
Dalcinéia Gomes Scalcon, Jeovany Martinez Mesa

Última alteração: 2017-06-14

Resumo


Introdução: O câncer de colo de útero (CC) é considerado um problema global de saúde pública. A infecção persistente por variedades oncogênicas do papiloma vírus humano (HPV) vem afetando fundamentalmente mulheres de países em desenvolvimento. No Brasil, apesar dos esforços no controle do CC, essa enfermidade continua sendo uma importante causa de morte entre a população feminina. Dessa forma, o trabalho objetiva analisar a relação entre as taxas de incidência e de mortalidade por CC e o acesso ao programa de vacinação contra o HPV nas macrorregiões brasileiras.

Metodologia: Foi realizada uma análise ecológica usando dados de incidência e de mortalidade por CC obtidos do Instituto Nacional do Câncer (INCA). Além disso, foram utilizados dados extraídos do Programa Nacional de Imunizações (PNI). Os dados foram analisados para o Brasil e por macrorregiões.

Análise de dados: As maiores taxas de incidência e de mortalidade por CC foram observadas nas regiões mais pobres do Brasil. Nessas mesmas regiões foram observadas as menores taxas de cobertura e utilização do programa de vacinas contra HPV.

Considerações Finais: Existem inequidades no acesso às ações de prevenção primária no Brasil. Políticas de saúde voltadas para eliminar barreiras geográficas e socioeconômicas precisam ser delineadas para finalmente obter o controle do câncer de colo do útero no país.

Palavras-chave: HPV, Vacinação HPV, Câncer colo do útero, INCA, PNI.

Referências

 

  1. World Health Organization. Comprehensive cervical cancer control. A guide to essential practice. 2014. Available from http://www.who.int/reproductivehealth/publications/cancers/cervical-cancer-guide/en/, accessed on 12/02/2017.
  2. World Health Organization. WHO guidance note: comprehensive cervical cancer prevention and control: a healthier future for girls and women. Available from http://www.who.int/reproductivehealth/publications/cancers/9789241505147/en/, accessed on 10/02/2017.
  3. Ferlay J, Soerjomataram I, Ervik M, Dikshit R, Eser S, Mathers C, Rebelo M, Parkin DM, Forman D, Bray, F. GLOBOCAN 2012 v1.0, Cancer Incidence and Mortality Worldwide: IARC CancerBase No. 11 [Internet]. Lyon, France: International Agency for Research on Cancer; 2013. Available from: http://globocan.iarc.fr, accessed on 18/02/2017.
  4. Brasil. Ministério da Saúde. Instituto Nacional do Câncer (INCA) Available from http://www.inca.gov.br/estimativa/2016/index.asp, accessed on 31/01/2017.
  5. Brasil. Ministério da Saúde. Instituto Nacional do Câncer (INCA). Atlas on-line de mortalidade. Available from https://mortalidade.inca.gov.br/MortalidadeWeb/, accessed on 31/01/2017.
    1. Brasil. Ministério da Saúde. Programa Nacional de Imunizações - PNI. Available from http://pni.datasus.gov.br/apresentacao.asp, accessed on 30/01/17.

 


Palavras-chave


HPV; Vacinação HPV; Câncer colo do útero; INCA; PNI.