Portal de Conferências da IMED, XII Mostra de Iniciação Científica e Extensão Comunitária e XI Mostra de Pesquisa de Pós-Graduação IMED 2018

Tamanho da fonte: 
fatores de risco e estresse em professores
VALQUIRIA SOUZA DE OLIVEIRA DE MEDEIRO, Vinícius Renato Thomé Ferreira

Última alteração: 2018-09-03

Resumo


A saúde do professor é tema de interesse de estudo e um dos pontos de interesse de estudos é a prevalência de estresse e suas causas. O presente trabalho tem por objetivo realizar um estudo teórico sobre os fatores de risco do trabalho dos professores e suas implicações na incidência de estresse. Método: Foram consultadas as bases de dados PEPSIC, SCIELO, BVS com os descritores: fatores de risco; professores e estresse. Resultados: As condições ambientais do trabalho do professor como relacionamento com alunos e seus pais, excesso de alunos em sala de aula, carga horária excessiva, falta de recursos e de estrutura nas escolas, são fatores que influenciam diretamente na forma como o professor vai desenvolver seu trabalho, podendo ser fonte de estresse e insatisfação. Resultados: Os fatores de risco no trabalho do professor estão estreitamente relacionados com a presença de estresse.


Palavras-chave


estresse; fatores de risco; professores

Referências


Balinhas, V. G., Vieira, J. S., Martins, M. D., Garcia, M. A., Eslabão, L., Silva, A. F.,Fetter, C. L. & Gonçalves, V. B.(2013). Imagens da docência: um estudo sobre o processo de trabalho e mal-estar docente. Revista Mal-estar e Subjetividade, pp. 249-270.

Ferreira , M., & Mendes, A. (2008). Contexto de Trabalho. Medidas do comportamento organizacional: ferramentas de diagnóstico e de gestão. Porto Alegre: Artmed.

Silva, M. P. (2013). A silenciosa doença do professor: Burnout, ou mal estar docente. Revista Científica Integrada, pp. 1-10.