Portal de Conferências da IMED, XII Mostra de Iniciação Científica e Extensão Comunitária e XI Mostra de Pesquisa de Pós-Graduação IMED 2018

Tamanho da fonte: 
AVALIAÇÃO DO MASCARAMENTO DE COR EM RESTAURAÇÕES DE ZIRCÔNIA MONOLÍTICA OU BICAMADA
Priscila Graunke, Natalia Migliorini, Gabriel Kalil Rocha Pereira, Ataís Bacchi

Última alteração: 2018-09-03

Resumo


Introdução: As estruturas de zircônia têm seu comportamento óptico ainda controverso em relação à sua aplicação devido a sua cor esbranquiçada e relativamente baixa translucidez. Desse modo, este estudo tem como objetivo avaliar a capacidade de mascaramento de substratos escurecidos com restaurações de cerâmica à base de zircônia monolítica ou bicamada.

Metodologia: Como material restaurador, o primeiro grupo utilizou a zircônia para infraestrutura na espessura de 0,8 mm. A mesma foi coberta com 1 mm de porcelana. O segundo grupo utilizou zircônia monolítica na espessura de 1,8 mm. Utilizados como substratos: resina composta nas cores A1, A3,5 e C4, metal amarelo e metal cinza, os quais tinham dimensões de 8 mm de diâmetro e 2 mm de espessura. Cada amostra foi sobreposta a cada substrato e uma tomada de cor realizada em um espectrofotômetro para obtenção dos parâmetros L*, a* e b*. Foi avaliada a diferença de cor entre cada material sobreposto no substrato A1 em relação a cada um dos outros substratos. A diferença de cor foi considerada não perceptível quando abaixo de 0.88 e perceptível, porém aceitável abaixo de 1.77.

Análise de Dados: As variações de cor obtidas foram comparadas entre si dentro de cada tipo de substrato usando análise de variância de um fator seguido do teste Tukey a uma significância de 95%.

Resultados: Em todos os casos a zircônia bicamada teve significante inferior variação de cor em comparação à monolítica. Todas as variações de cor apresentadas pela monolítica foram acima do nível clinicamente aceitável. Para a restauração bicamada, as variações foram imperceptíveis para A3,5 e C4 e foram perceptíveis em nível aceitável para metal amarelo e cinza.

Conclusão: O uso de zircônia monolítica não é indicado para casos de substrato escurecido testado no presente estudo. Já a restauração com zircônia bicamada pode ser utilizada sobre todos os substratos escurecidos testados.

Referências

VOLPATO, C. A. M.; CESAR, P. F.; BOTTINO, M. A. Influence of Accelerated Aging on the Color Stability of Dental Zirconia. Journal of Esthetic and Restorative Dentistry, Hamilton. 2016.


Palavras-chave


mascaramento de cor; cor de restaurações; cerâmica.