Portal de Conferências da IMED, XII Mostra de Iniciação Científica e Extensão Comunitária e XI Mostra de Pesquisa de Pós-Graduação IMED 2018

Tamanho da fonte: 
Transdisciplinaridade e educação: um relato de imersões investigativas
Eliana Sardi Bortolon, Taimara Foresti, Roberta Battezini, Israel Kujawa

Última alteração: 2018-08-31

Resumo


As desigualdades sociais e econômicas são evidentes na realidade brasileira. As políticas públicas precisam contemplar uma diversidade de situações, requerendo intervenções complexas. A formação profissional ainda é fragmentada e com foco nas especialidades, diferente das exigências da realidade profissional. Na interface com a educação, faz-se necessário uma prática ampliada e generalista, a partir da transdisciplinaridade, pois não há conhecimento capaz de compreender em toda a complexidade de uma situação. Esse artigo tem como objetivo apresentar como a psicologia pode ajudar a transformar a realidade em que está inserida. Para isso, serão apresentadas algumas intervenções práticas desenvolvidas pela psicologia em interface com a educação, através de um estudo qualitativo, exploratório e descritivo. Com isso, entender como a formação em psicologia corresponde à demanda da realidade de trabalho dos psicólogo, e quais possibilidades de ampliação da atuação da psicologia como ciência, especialmente na interface com a educação podem ser sugeridas. Os relatos correspondem à intervenções em duas escolas da mesma região do sul do Brasil. Os resultados apresentam despreparo dos trabalhadores em abordar as dificuldades apresentadas , excluindo e selecionando os alunos e suas famílias. Assim, a responsabilidade pelo fracasso escolar recai sobre o sujeito e suas famílias. A partir desse relato, pode-se pensar que é preciso ampliar a prática profissional, a partir de uma formação que possibilite a leitura da realidade, de forma complexa e transdisciplinar.


Palavras-chave


psicologia; educação; políticas públicas

Referências



Texto completo: PDF