Portal de Conferências da IMED, XII Mostra de Iniciação Científica e Extensão Comunitária e XI Mostra de Pesquisa de Pós-Graduação IMED 2018

Tamanho da fonte: 
Análise bibliométrica de ensaios clínicos randomizados em implantodontia
Letícia Tainá de Oliveira Lemes, Bernardo Antonio Agostini, Mateus Bertolini Fernandes dos Santos, Rafael Sarkis-Onofre

Última alteração: 2018-09-03

Resumo


INTRODUÇÃO: Existem muitos tipos de implantes com diferentes características de superfície e geometrias, disponíveis no mercado, uma consequência disso é o grande número de ensaios clínicos randomizados (ECRs) publicados testando essas diferentes características. Assim, uma análise bibliométrica para avaliar tendências de publicações, atividades de pesquisa e o impacto da pesquisa relacionada aos ECRs é importante.

OBJETIVO: Avaliar como diferentes características do estudo podem influenciar a número de citação de ECRs em implantodontia.

MÉTODO: Buscas foram realizadas em duas bases de dados (PubMed e Web of Science) para identificar ECRs publicados entre 1996 e dezembro de 2016 sem restrições de idioma e que testassem as seguintes características: conexão implante-abutment, geometria do implante, superfície do implante, carga ou região de colocação considerando apenas reabilitações parciais ou unitárias. Os estudos foram selecionados por dois revisores independentes baseado inicialmente na leitura dos títulos/resumos e posteriormente na leitura completa. O desfecho analisado foi o número de citações na base de dados SCOPUS coletado em abril de 2018. Foi realizado uma regressão binomial negativa testando a influência do registro do protocolo do estudo, uso do Consolidated Standards of Reporting Trials Statement, descrição do cálculo amostral, continente do autor correspondente do estudo, cenário onde o estudo foi conduzido, tipo de patrocínio, número de anos após a publicação, número de pacientes e implantes incluídos e do tempo de acompanhamento do estudo no número de citações dos artigos.

RESULTADOS: Foram incluídos 122 artigos. O periódico com mais ECRs publicados foi o Clinical Oral Implants Research (n=36) e a maioria dos autores é da Europa (n=90). O artigo mais citado foi publicado no periódico Clinical Oral Implants Research (178 citações) e comparou diferentes conexões de implantes. A análise demonstrou que fatores como o continente do autor correspondente do estudo (P=0.002) e o tempo desde a publicação (P<0.001) são os fatores que mais que mais influenciam o número de citações do artigo.

CONSIDERAÇÕES FINAIS: Pode-se concluir que fatores não relacionados a metodologia do estudo influenciam diretamente o número citações do artigo e que fatores que poderiam estar relacionado com a qualidade do estudo parecem não influenciar o número citações.


Palavras-chave


Implantes; Citações; Ensaio clínico randomizado; Bibliometria.

Referências


Tarazona B, Vidal-Infer A, Alonso-Arroyo A. Bibliometric analysis of the scientific production in implantology. Clin Oral Implants Res. 2017 Jul;28(7):864-870.

 

De la Flor-Martínez M, Galindo-Moreno P, Sánchez-Fernández E, Piattelli A, Cobo MJ, Herrera-Viedma E. . H-classic: a new method to identify classic articles in Implant Dentistry, Periodontics, and Oral Surgery. Clin Oral Implants Res. 2016 Oct;27(10):1317-1330.

 

Esposito M, Ardebili Y, Worthington HV. Interventions for replacing missing teeth: different types of dental implants. Cochrane Database Syst Rev. 2014(7):CD003815.