Portal de Conferências da IMED, XII Mostra de Iniciação Científica e Extensão Comunitária e XI Mostra de Pesquisa de Pós-Graduação IMED 2018

Tamanho da fonte: 
Resultados da Escala ‘Organizar Atividade Interativa’ do IHSE- Professores no Ensino Fundamental
Jucele Pancotte Taborda, Naiana Dapieve Patias, Márcia Fortes Wagner

Última alteração: 2018-09-03

Resumo


O presente estudo teve por objetivo avaliar o repertório de habilidades sociais educativas de professores da rede municipal de ensino do sul do Brasil, por meio da escala ‘organizar atividade interativa’ do Inventário de Habilidades Sociais Educativas (IHSE). A amostra foi composta de 60 professores em atividade, com idade entre 26 e 75 anos e independente do sexo. O estudo caracteriza-se como quantitativo, observacional, de comparação entre grupos. Na coleta de dados aplicou-se o IHSE-Prof de forma coletiva e as informações foram analisadas no banco de dados Program Statistical Package for the Social Sciences (SPSS) versão 20.0.  Resultados estatísticos significativos foram encontrados em relação ao nível de atuação dos professores. Estes revelam que os professores de anos iniciais fazem o uso com maior frequência de atividades interativas e criatividade, quando comparados aos dos anos finais do ensino fundamental.

Palavras-chave


Habilidades Sociais, Competência Profissional, Ensino Fundamental, Professores

Referências


Carneiro, R., Gabriel, M., Assis, M., Gomes, A., Pereira, J., Viveiros, J., & Nascimento, V. L. (2015). Habilidades sociais de professores do ensino fundamental de duas escolas públicas: Um estudo exploratório. Sociais e Humanas. 27(3), 108 – 120.

Caballo, V. E. (2007). Manual de Técnicas de Terapia e Modificação do Comportamento. São Paulo, SP: Santos.

Cerutti, P., & Wagner, M. (2014). Habilidades Sociais no Atendimento ao Público. Revista de Psicologia da IMED, 6(1), 40-46.

Del Prette, A., & Del Prette, Z. A. (1997). Habilidades sociais e construção de conhecimento em contexto escolar. Em: Zamignani, D. Sobre comportamento e cognição: a aplicação da análise do comportamento e da terapia cognitivo-comportamental no hospital geral e nos transtornos psiquiátricos. São Paulo: ARBytes.

Del Prette, Z. A., & Del Prette, A. (2001). Contextos e demandas de Habilidades Sociais.  Em: Z. Del Prette, & A. Del Prette, Psicologia das relações interpessoais: vivências para o trabalho em grupo. Rio de Janeiro: Vozes.

Del Prette, Z. A., & Del Prette, A. (2001a). Habilidades Sociais de Trabalho. Em: Z. Del Prette, & A. Del Prette, Psicologia das relações interpessoais: vivências para o trabalho em grupo. Rio de Janeiro: Vozes.

Del Prette, Z. A., & Del Prette, A. (2003). Aprendizagem Socioemocional na Infância e Prevenção da Violência: questões conceituais e metodologia da intervenção. Em: Z. Del Prette, & A. Del Prette, Habilidades sociais, desenvolvimento e aprendizagem: questões conceituais, avaliação e intervenção. São Paulo: Alínea.

Del Prette, Z. A., & Del Prette, A. (2006). Treinamento de habilidades sociais na escola: o método vivencial e a participação do professor. Em: M., Bandeira, Z., Del Prette, & A. Del Prette, Estudos sobre habilidades sociais e relacionamento interpessoal. São Paulo: Casa do Psicólogo. São Paulo: Casa do Psicólogo.

Del Prette, A., Del Prette, Z., & Barreto, M. (2006). Treinamento de habilidades sociais em grupo com estudantes de psicologia: avaliando um programa de intervenção. Em: Bandeira, M., Del Prette, Z., & Del Prette, A. Estudos sobre habilidades sociais e relacionamento interpessoal. São Paulo: Casa do Psicólogo

Del Prette, Z. A., & Del Prette, A. (2000). Treinamento em habilidades sociais: panorama geral da área. Em: V. Haase, R. Rothe-Neves, & M. Teodoro, Psicologia do desenvolvimento: contribuições interdisciplinares. Belo Horizonte: Health. Del Prette, Z., & Del Prette, A. (2005). Habilidades sociais na infância: teoria e prática. Petrópolis, RJ: Vozes.

Del Prette, Z. A., & Del Prette, A. (2006). Treinamento de habilidades sociais na escola: o método vivencial e a participação do professor. Em: M., Bandeira, Z., Del Prette, & A. Del Prette, Estudos sobre habilidades sociais e relacionamento interpessoal. São Paulo: Casa do Psicólogo. São Paulo: Casa do Psicólogo.

Del Prette, Z. A., & Del Prette, A. (2008). Pais e professores contribuindo para o processo de inclusão: Que habilidades sociais educativas devem apresentar? Em: E. G. Mendes, M. A. Almeida, & M. C. P. I. Hayashi. Temas em Educação Especial: Tendências e perspectivas. Araraquara: Junqueira & Marin.

Del Prette, Z. A., & Del Prette, A. (2008). Um sistema de categorias de habilidades sociais educativas. Paidéia. 18(41), 517-530.

Del Prette, Z.A., & Del Prette, A. (2013). Inventário de habilidades Sociais Educativas – versão Professor (IHSE- Prof): Dados psicométricos preliminares. Relatório não publicado disponível com os autores.

Del Prette, Z. A., Del Prette, A., Garcia, F. A., Bolsoni-Silva, A., & Puntel, L. (1998). Habilidades sociais do professor em sala de aula: um estudo de caso. Psicologia: Reflexão e Crítica. 3(11), 591-603.

Deming, D. (2017). The growing importance of social skills in the labor market. The Quarterly Journal of Economics, 132(4), 1593-1640.

Dessen, M., & Polônia, A. (2007). A Família e a Escola como contextos de desenvolvimento humano. Paidéia, 17(36), 21-32.

Flores, A., Andrioli, M., & Santos, M. (2016). Atividades interativas e aprendizagem de matemática nas séries iniciais. IV encontro de educação matemática nos anos iniciais e III colóquio de práticas letradas. PNAIC-UFSCar

Gomes, A., Cecato, J., Montiel, J., Martinelli, J., & Santos, G. (2015). A influência das habilidades sociais nos processos educacionais. Perspectivas Médicas, 25(1), 20-26.

Guzzo, R. (2003). Saúde psicológica, sucesso escolar e eficácia da escola: desafios do novo milênio para a psicologia escolar. Em: Z. Del Prette, Psicologia escolar e educacional, saúde e qualidade de vida. Campinas: Alínea.

Lima, C., & Mello, L. (2013). A importância da música no processo de aprendizagem. Ciência Atual, 1(1), 97-106.

Maia, R., Soares, A., & Victoria, M. (2009). Um estudo com professores da educação infantil e do ensino fundamental sobre suas habilidades sociais e inteligência geral. Estudos e Pesquisas em Psicologia, 9(2), 464-479.

Martins, P. (2004). Princípios didáticos na ação docente: conhecimento como expressão da ação humana. Em: J. Romanowski, P. Martins, & S. Junqueira, Conhecimento local e conhecimento universal: Práticas sociais. Curitiba: Champagnat.

Mateus, A., Silva, A., Pereira, E., Souza, J., Rocha, L., Oliveira, M., & Souza, S. (2014). A Importância da contação de história como prática educativa na educação infantil. Pedagogia em ação, 5(1), 54-69.

Nakano, T. (2011). Programas de treinamento em criatividade: conhecendo as práticas e resultados. Revista Semestral da Associação Brasileira de Psicologia Escolar e Educacional, 15(2), 311-322.

Nascimento, M., & Reis, R. (2017). Formação docente: percepções de professores ingressantes na rede municipal de ensino do Rio de Janeiro. Educação Pesquisa, 43(1), 49-64.

Oliveira, E., & Alencar, E. (2012). Importância da criatividade na escola e no trabalho docente segundo coordenadores pedagógicos. Estudos de Psicologia, 29(4), 541-552.

Oliveira, E., & Wechsler, S. (2002). Variáveis que afetam a aprendizagem: percepção de alunos de licenciatura e professores. Psicologia Escolar e Educacional, 6(2), 133-139.

Oliveira, Z., & Alencar, E. (2007). Criatividade na formação e atuação do professor do curso de letras. Psicologia Escolar e Educacional, 11(2), 223-237.

Oliveira, Z., & Alencar, E. (2008). A criatividade faz a diferença na escola: o professor e o ambiente criativos. Contrapontos, 8(2), 295-306.

Pimenta, S., Fusari, J., Pedroso, C., & Pinto, U. (2017). Os cursos de licenciatura em pedagogia: fragilidades na formação inicial do professor polivalente. Educação Pesquisa, 43(1), 15-30.

Pinto, C., & Tavares, H. (2010). O Lúdico na aprendizagem: aprender a aprender. Revista da Católica, 2(3), 226-235.

Rojas, J. (2002). O lúdico na construção interdisciplinar da aprendizagem: uma pedagogia do afeto e da criatividade na escola. Disponível em: <http://25reuniao.anped.org.br/texced25.htm>. Acesso em: 30 out. 2017.

Romera, L, Russo, C., Bueno, R., Padovani, A., Silva, A., Silva, C., ... Silva, P. (2007). O lúdico no processo pedagógico da educação infantil: importante, porém ausente. Movimento, 13(2), 131-152.

Rosin-Pinola, A., & Del Prette, Z. (2014). Inclusão escolar, formação de professores e a assessoria baseada em habilidades sociais educativas. Revista Brasileira de Educação Especial, 3(20), 341-356.

Soares, A., Gomes, G., & Prata, M. (2011). Habilidades sociais de professores e não professores: Comparando áreas de atuação. Revista Colombiana de Psicologia, 20(2), 233-248.

Soares, A., Naiff, L., Fonseca, L., Cardozo, A., & Baldez, M. (2009). Estudo comparativo de habilidades sociais e variáveis sociodemográficas de professores. Psicologia: Teoria e Prática, 11(1), 35-49.

Vila, E. (2005). Treinamento de habilidades sociais em grupo com professores de crianças com dificuldades de aprendizagem: uma análise sobre procedimentos e efeitos da intervenção. Dissertação (Mestrado em Educação Especial) - Universidade Federal de São Carlos.