Portal de Conferências da IMED, XII Mostra de Iniciação Científica e Extensão Comunitária e XI Mostra de Pesquisa de Pós-Graduação IMED 2018

Tamanho da fonte: 
Semiótica e Representações Sociais: Relato de Experiência no Estágio de Psicologia da Aprendizagem
Ricardo Chiaradia, Bruna Letícia Cunha, Simone Nenê Portela Dalbosco

Última alteração: 2018-09-03

Resumo


A psicologia do processo de ensino e aprendizagem tem sido amplamente investigada por psicólogos, priorizando as dificuldades de aprendizagem, sendo que o  presente relato de experiência no estágio busca mostrar a semiótica como método de análise do contexto do aluno. O objetivo específico é identificar as representações sociais e modelos comportamentais na interpretação dos desenhos realizados na atividade de criar uma história em quadrinho em grupo. A análise de cultura visual emitiu traços da psicológia dos alunos participantes, que posteriormente será trabalhado o treino de habilidades sociais, e os reforços positivos através dos professores. Conclui-se a necessidade de interpretações que validem o contexto de cada um de maneira grupal, permitindo as diferenças de valores humanos entre alunos.


Palavras-chave


Pedagogia, Psicologia, Semiótica.

Referências


Barthes, R. (2012) Elementos de semiologia. (19ª ed.). (I. Blikstein, Trad.). São Paulo, SP: Cultrix. (Obra originalmente publicada em 1964).

 

Costa, A. E. B. do. (2008) Modelação. In A. Bnadura., R. G. Azzi, S. Poly. Teoria Social Cognitiva. Porto Alegre, RS: Artmed.

 

Goethe, J. W. von. (2016) Os Sofrimentos do Jovem Werther. (M. Backes, Trad.). (1ªed.). São Paulo, SP: Mediafashion. (Obra originalmente puliada em 1774).

 

Perdigão, D. H. I. (2018) Semiótica e Educação: Uma concepção triádica do processo cognitivo na educação. Joinville, SC: Clube de Autores.


Texto completo: PDF