Portal de Conferências da IMED, XII Mostra de Iniciação Científica e Extensão Comunitária e XI Mostra de Pesquisa de Pós-Graduação IMED 2018

Tamanho da fonte: 
SISTEMA INTEGRADO LAVOURA – PECUÁRIA - FLORESTA: a percepção dos produtores rurais sobre as questões econômica, social e ambiental
Renan Godinho Bitencourt, Greici Biasus Cattapan, Alessandra Costenaro Maciel

Última alteração: 2018-09-03

Resumo


O agronegócio é um dos alicerces da economia brasileira. Contudo, além da preocupação em reverter e combater os impactos ambientais negativos que acontecem no decorrer da produção, também se destaca a preocupação com a sobrevivência da propriedade rural ao longo do ano. Por isso, a Embrapa (Empresa Brasileira de Pecuária e Agricultura) em conjunto com a Emater (Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural) trouxe para o meio uma proposta de sistema Integrado Lavoura-Pecuária-Floresta - ILPF. Então, sabendo-se da representatividade da região sul na economia nacional, procurou-se, através deste estudo, identificar as percepções dos resultados percebidos pelos produtores rurais que adotaram o ILPF em suas propriedades, comparando os aspectos econômicos, social. O método utilizado foi de pesquisa exploratória devido o sistema de produção ser pouco explorado. A pesquisa também é caracterizada como qualitativa, pois utilizou-se de entrevistas para a coleta de dados. Os resultados da pesquisa apontaram uma unanime satisfação quanto aos resultados do sistema. Economicamente foi percebido um satisfatório retorno financeiro, uma vez que houve melhor aproveitamento do tempo e do espaço ocioso ou mal aproveitado da propriedade. Socialmente, garantiu maiores possibilidades de emprego, inclusive despertando interesse de familiares que haviam deixado o meio rural devido as atividades do ano inteiro. E, e quanto ao meio ambiente, a recuperação do solo e da vegetação influenciou na restauração da qualidade da água e, consequentemente, na melhor produção da propriedade e do bem-estar dos trabalhadores da mesma. Entretanto, algumas sugestões do que deve-se ainda aprimorar e estudar o sistema ILPF, foram colocadas pelos ruralistas, pois acreditam que algumas dessas colocações ampliariam o interesse de mais proprietários quanto a esse método de produção, confirmando sua eficácia.

Palavras-chave


lavoura, pecuária, floresta, social, econômico, produtor rural.

Referências


Balbino, L. C., Cordeiro, L. A. M., Porfírio-da-Silva, V., Moraes, A. D., Martínez, G. B., Alvarenga, R. C., ... & Galerani, P. R. (2011). Evolução tecnológica e arranjos produtivos de sistemas de integração lavoura-pecuária-floresta no Brasil. Pesquisa Agropecuária Brasileira, 46(10), 0-0..

 

Balbino, L. C., Cordeiro, L. A. M., OLIVEIRA, P. D., Kluthcouski, J., Galerani, P. R., & Vilela, L. (2012). Agricultura sustentável por meio da integração lavoura-pecuária-floresta (iLPF). Informações agronômicas, 138, 1-18..

 

Bardin, Laurence. (2011). Análise de conteúdo. Disponível em http://www.reveduc.ufscar.br/

 

CEPEA, PIB do agronegócio Brasileiro. Disponível em: <http://www.cepea.esalq.usp.br/br/pib-do-agronegocio-brasileiro.aspx>. Acesso em 28 de outubro de 2017.

 

CEPEA – Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada Departamento de Economia, Administração e Sociologia ESALQ - Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz USP - Universidade de São Paulo. PIB do Agronegócio Brasileiro. Recuperado em 16 de fevereiro de 2018, de https://www.cepea.esalq.usp.br/br/pib-do-agronegocio-brasileiro.aspx.

 

EMBRAPA, Conheça os casos de sucesso de quem aplicou a ILPF em sua propriedade rural. Disponível em: <https://www.embrapa.br/web/rede-ilpf/quem-ja-usa>. Acesso em 28 de outubro de 2017.

 

EMBRAPA, Embrapa Soja. Disponível em: <https://www.embrapa.br/soja>. Acesso em 28 de maio de 2017.

 

EMPRESA BRASIL DE COMUNICAÇÃO S/A, Confederação da agricultura e pecuária do Brasil (CNA) prevê expansão de 2% do agronegócio em 2017. Disponível em: <http://agenciabrasil.ebc.com.br/economia/noticia/2016-12/cna-preve-expansao-de-2-do-agronegocio-em-2017>. Acesso em 28 de outubro de 2017.

 

FEE - Fundação de economia e estatística do governo do Rio Grande do Sul. Exportações do agronegócio gaúcho crescem em valor, no mês de janeiro. Recuperado em 16 de fevereiro de 2018, de https://www.fee.rs.gov.br/indicadores/agronegocio/exportacoes/destaques-do-mes/

 

FARMNEWS, Maiores rebanhos e produtores de carne bovina no mundo. Disponível em: <http://www.farmnews.com.br/analises-mercado/produtores-de-carne-bovina/>. Acesso em 28 de outubro de 2017.

 

Franco, F. O. (2017). Disponibilidade de fatores de produção e desempenho agronômico de culturas em sistema de integração lavoura-pecuária-floresta. Jaboticabal. Universidade Estadual Paulista.

 

Gil, Antonio Carlos. (2008). Métodos e técnicas de pesquisa social. Atlas - 6. ed. - São Paulo.

 

IPNI – International Plant Nutrition Institute. Informações Agronômicas. Agricultura Sustentável por meio da Integração Lavoura-Pecuária-Floresta. Recuperado em 02 de março de 2018 de http://www.ipni.net/PUBLICATION/IA-BRASIL.NSF/0/67E9CCA96D48CF6685257A84004F5D7D/$FILE/IA-2012-138.pdf

 

Malhotra, Naresh K. (2012). Pesquisa de Marketing: Uma Orientação Aplicada. 6th edição. Bookman.

 

MAPA – Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Exportações do agronegócio somam US$ 6,16 bi em janeiro, em alta de 4,9%. Recuperado em 19 de fevereiro de 2018, de http://www.agricultura.gov.br/noticias/exportacoes-do-agronegocio-somam-us-6-16-bi-em-janeiro-em-alta-de-4-9.

 

NAÇÕES UNIDAS NO BRASIL (ONUBR), Brasil deve substituir EUA como maior exportador de soja em 2025, diz FAO. Disponível em: <https://nacoesunidas.org/brasil-deve-substituir-eua-como-maior-exportador-de-soja-em-2025-diz-fao/>. Acesso em 28 de maio de 2017.

 

Neves, Marcos Fava. (2016) Vai agronegócio! 25 anos cumprindo missão vitoriosa. Editora Canaoeste.

 

Saggin, K. D. (2011). Sustentabilidade ambiental, econômica e social em propriedades rurais do Rio Grande do Sul: análise da exigência de averbação de reserva legal.

 

Stead, J. G., & Stead, E. (2000). Eco-enterprise strategy: standing for sustainability. Journal of Business Ethics, 24(4), 313-329.


Texto completo: PDF