Portal de Conferências da IMED, XII Mostra de Iniciação Científica e Extensão Comunitária e XI Mostra de Pesquisa de Pós-Graduação IMED 2018

Tamanho da fonte: 
AVALIAÇÃO DA FELICIDADE DOS MORADORES DE PASSO FUNDO-RS
Tauana Bertoldi, Carla Gabriela Zorzi, Alcindo Neckel

Última alteração: 2018-08-30

Resumo


A conceituação do termo “felicidade”, ao se tratar de um indivíduo está fortemente ligada a fatores socioambientais. Dessa forma, a organização da sociedade pode interferir sobre os comportamentos do indivíduo, o que poderá refletir na materialização dos objetivos de forma indireta. O objetivo geral do presente artigo é analisar o nível de felicidade dos indivíduos amostrados, residentes da cidade de Passo Fundo/RS, pelas suas relações de conceber o ambiente. Metodologicamente, alocou-se aportes teóricos de providos de teses, artigos, dissertações e pesquisas documentais, aplicação de instrumentos de pesquisa de maneira quantitativa, aplicado à diferentes faixas etárias da população, abrangendo assim, informações fornecidas de acordo com a percepção de habitantes. Os resultados obtidos revelaram a necessidade de melhorias na infraestrutura urbana da cidade. Essa pesquisa poderá contribuir com arquitetos urbanistas, gestores municipais e técnicos que planejam e pensam a cidade de maneira acolhedora e segura, atendendo assim, as demandas populacionais.


Palavras-chave


Felicidade; Bem-estar; Mobilidade urbana

Referências


DIENER, Ed. Subjective well-being. Psychological Bulletin, v. 95, n. 3, p. 542-575, jan. 1984.

MATOS, Patrícia Pires de. Comportamentos dos indivíduos na organização. 2007. Disponível em: <http://www.rh.com.br/Portal/Desempenho/Artigo/4644/comportamentos-dos-individuos-na-organizacao.html>

Nettle, D. (2005). Happiness: The science behind your smile. Oxford, UK: Oxford University Press

PASSO FUNDO. IGE. População. 2017. Disponível em: <https://cidades.ibge.gov.br/brasil/rs/passo-fundo/panorama>. Acesso em: 10 jul. 2018.

PAIS-RIBEIRO, J. L. Validação transcultural da Escala de Felicidade Subjectiva de Lyubomirsky e Lepper. Psicologia, Saúde e Doenças, Lisboa, p.157-168, 2012.

RODRIGUES, Lucas. Qual cidade estamos construindo? E qual o papel do arquiteto e urbanista nesse processo? 2012. Disponível em: < http://au17.pini.com.br/arquitetura-urbanismo/218/artigo257995-1.aspx>

Scalco, D. L., Araújo, C. L. & Bastos, J. L. (2011). Autopercepção de Felicidade e Fatores Associados em Adultos de uma Cidade do Sul do Brasil: Estudo de Base Populacional.


Texto completo: PDF