Portal de Conferências da IMED, XII Mostra de Iniciação Científica e Extensão Comunitária e XI Mostra de Pesquisa de Pós-Graduação IMED 2018

Tamanho da fonte: 
ROTAS ACESSÍVEIS NA ARQUITETURA: UMA ANÁLISE DOS PARÂMETROS E EXPERIÊNCIA
Luísa Batista de Oliveira Silva, Sara Rossato de Cesaro, Thaisa Leal da Silva, Andrea Quadrado Mussi

Última alteração: 2018-09-03

Resumo


Este artigo tem como objetivo identificar os parâmetros que se apresentam como obstáculos e barreiras arquitetônicas para a acessibilidade de pessoas com deficiência Visual, com objetivo de analisar e compreender as variáveis encontradas, resultadas dos trajetos que foram escolhidos. Este artigo discute, portanto, a importância das rotas acessíveis como um instrumento de promover a acessibilidade de pessoas com deficiência ao espaço construído, ao passo que apresenta percursos guiados realizados com uma pessoa deficiente visual, por rotas que são as mais utilizadas pelos membros de uma associação de deficientes visuais. O artigo, por fim, aponta um questionamento sobre a inserção de projetos colaborativos como forma de metodologia para a construção de espaços mais inclusivos.


Palavras-chave


Acessibilidade; Barreiras Arquitetônicas; Rotas Acessíveis; Deficiência Visual; Projeto Colaborativo;

Texto completo: PDF