Portal de Conferências da IMED, XII Mostra de Iniciação Científica e Extensão Comunitária e XI Mostra de Pesquisa de Pós-Graduação IMED 2018

Tamanho da fonte: 
PERCEPÇÃO DO USUÁRIO: ART DÉCO E O EDIFÍCIO LÂNGARO EM PASSO FUNDO – RS
Letícia Regina Lorenzi, Alina Gonçalves Santiago, Dirceu Piccinato Junior

Última alteração: 2018-09-03

Resumo


A arquitetura fundamenta-se como a materialização da cultura, refletindo as tradições e costumes de um povo. Os diferentes movimentos arquitetônicos das edificações contam a história de uma cidade, marcados pelos momentos políticos, econômicos, sociais e culturais, definindo assim, a identidade dos espaços e dos usuários. O presente artigo se propõe a analisar a percepção do usuário em relação ao Edifício Lângaro, na cidade de Passo Fundo/RS. Para isso, contextualiza o Art Déco baseado nas bibliografias de Correa (2008 e 2010), Conde e Almada (2008), Pisseti e Souza (2008), e Pinheiro (2008). Analisa o Edifício Lângaro, por meio de levantamento in loco e revisão da bibliografia de Kramer e Waihrich (2007) e Gosch (2002), e também analisa a percepção do usuário em relação ao Edifício Lângaro como marco referencial na cidade de Passo Fundo, fundamentada nos conceitos de Cullen (1983), Lynch (1997) e Salvador (2012) e por meio de pesquisa com a população local. Dessa forma, este artigo pretende contribuir para a valorização do Edifício Lângaro e reconhecimento como patrimônio histórico da cidade.

 



Palavras-chave


Percepção do usuário. Art Déco. Edifício Lângaro.

Referências


CONDE, Luiz Paulo Fernandez; ALMADA, Mauro. Panorama do Art Déco na arquitetura e no urbanismo do Rio de Janeiro. In: CZAJKOWSKI, Jorge (Org.). CENTRO DE ARQUITETURA E URBANISMO (RIO DE JANEIRO, RJ). Guiada arquitetura Art Déco no Rio de Janeiro. Rio de Janeiro: Casa da Palavra, 2000. p. 5 – 20.

 

CORREIA, Telma de Barros. Art déco e indústria: Brasil, décadas de 1930 e 1940. An. mus. paul. [online]. 2008, vol.16, n.2, pp. 47-104. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0101- 47142008000200003&script=sci_arttext

Acesso em: 05 abr. 2018.

 

CORREIA, Telma de Barros. O art déco na arquitetura brasileira. Revista UFG, Julho 2010, Ano XII nº 8. Disponível em: https://www.revistas.ufg.br/revistaufg/article/view/48295/23636. Acesso em: 13 mai. 2018.

 

CULLEN, Gordon. Paisagem urbana. Lisboa: Edições 70, 1983. 202 p.

 

KRAMER, Mara; WAIHRICH, Lorena Postal. Arquitetura Urbana de Passo Fundo: 1865-1965. Passo Fundo: Berthier, 2007. 128 p.

 

LYNCH, Kevin. A imagem da cidade. São Paulo: Martins Fontes, 1997. 227 p.

 

GOSCH, Luis Roberto Medeiros. Passo Fundo, se Saturnino de Brito ao Mercosul: projetos e imagens urbanas. Dissertação (Mestrado), Universidade do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2002.

 

PINHEIRO, Maria Lúcia Bressan. Arquitetura residencial verticalizada em São Paulo nas décadas de 1930 e 1940. An. mus. paul., São Paulo, v. 16, n. 1, jun. 2008 . Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101- 47142008000100004&lng=es&nrm=iso. Acesso em: 13 mai 2018.

 

PISSETI, Rodrigo Fernandes; SOUZA, Carla Farias. Art Déco e Art Nouveau: confluências. Revista Imagem, Caxias do Sul. v.1, n.1, Jun./Dez. 2011, p. 17-24.

 

DINIZ, Pedro Henrique Carretta; Almeida, Caliane Chistie Oliveira de. Cenário Déco e Comércio Local: A Expressividade do Arte Déco e o impasse da publicidade em edificações históricas no centro comercial de Passo Fundo-RS. Passo Fundo. 2017.

 

SALVADOR, Sabrina Carnin. AS EDIFICAÇÕES ART DÉCO NA PAISAGEM URBANA: um estudo de caso em Criciúma – SC. 2012. 138f. Dissertação (Mestrado em Arquitetura e Urbanismo) - Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, SC, 2012.


Texto completo: PDF