Portal de Conferências da IMED, XII Mostra de Iniciação Científica e Extensão Comunitária e XI Mostra de Pesquisa de Pós-Graduação IMED 2018

Tamanho da fonte: 
A pesquisa documental sobre violência sexual contra crianças e adolescentes
Alexandra Burlamaque, Angela Bonfante

Última alteração: 2018-09-03

Resumo


Objetiva-se apresentar duas propostas de pesquisas documentais sobre violência sexual contra crianças e adolescentes. A pesquisa documental utiliza-se de métodos e técnicas para apreender, compreender e analisar materiais dos mais variados tipos, que ainda não receberam um tratamento analítico, e que possibilitam observar indícios das ações, ideias, opiniões e formas de atuar e viver dos sujeitos (Gil, 1999). Tendo em vista a complexidade dos casos de violência sexual contra crianças e adolescentes, pesquisadores devem buscar diminuir os riscos que o envolvimento das vítimas em situações de coleta de dados pode ocasionar. Sendo assim, a pesquisa documental pode ser a alternativa adequada para a coleta de dados, pois evita o contato entre pesquisadores e vítimas e garante a coleta de informações relacionadas às vítimas. Duas pesquisas documentais qualitativas com foco nas situações de violência sexual contra crianças e adolescentes estão sendo conduzidas. Na primeira, o objetivo é o de conhecer as possíveis reações de mães e pais de meninos vítimas de violência sexual frente à sua revelação. Serão analisadas entrevistas de mães e pais de meninos vítimas de violência sexual realizadas em um centro de atendimento. Estas entrevistas são realizadas no contexto de avaliação psicológica dos casos e documentadas pelos profissionais que as realizam. O registro documental dessas entrevistas será a fonte de dados da pesquisa. Na segunda pesquisa, objetiva-se analisar campanhas publicitárias e notícias jornalísticas sobre a violência sexual contra crianças e adolescentes. Especificamente, objetiva-se conhecer como a violência sexual contra crianças e adolescentes é retratada nestes documentos. Serão utilizadas como fonte de dados todas as campanhas publicitárias divulgadas pelos órgãos do Governo Federal entre 2006 e 2015, abrangendo, portanto, todo o período de divulgação destas campanhas. As peças publicitárias serão disponibilizadas pelo Sistema Eletrônico do Serviço de Informação ao Cidadão (E-Sic). Além disso, serão analisadas as notícias jornalísticas publicadas nos jornais de maior circulação, nos últimos cinco anos, em cada uma das cinco regiões do país.A pesquisa documental tem sido utilizada na abordagem qualitativa como método de compreensão e produção do conhecimento científico acerca de determinados recortes da realidade sociocultural (Chizzotti, 2018; Flick, 2009). Para a realização de pesquisas documentais é necessário a competência teórica, bem como a intencionalidade e a sensibilidade do/a pesquisador/a, para o acesso e seleção do acervo documental, tendo em vista que a análise dos dados e a comunicação dos resultados constitui-se em um processo sistemático e trabalhoso que deve ser coerente com a realidade estudada (Gil, 1999).


Palavras-chave


Palavras-chave: pesquisa documental, violência sexual, crianças, adolescentes.

Referências


Chizzotti A. (2018). Pesquisa em ciências sociais. São Paulo: Cortez.

Flick, U. (2009). Introdução à pesquisa qualitativa. (3a ed. J E Costa Trad.) Porto Alegre: Artmed.

Gil A. C. (1999). Métodos e técnicas de pesquisa social. São Paulo: Atlas.