Portal de Conferências da IMED, XII Mostra de Iniciação Científica e Extensão Comunitária e XI Mostra de Pesquisa de Pós-Graduação IMED 2018

Tamanho da fonte: 
DIREITO E ARTE: A APRECIAÇÃO MUSICAL COMO SUPORTE AO ENSINO JURÍDICO
RUI CARLOS DIPP JÚNIOR, LEILANE SERRATINE GRUBBA

Última alteração: 2018-09-03

Resumo


RESUMO

O artigo tem como tema Direito e Música e, utilizando-se de uma pesquisa bibliográfica, delimita-se a investigar a relação existente entre as duas áreas do saber no que diz respeito à apreciação musical como suporte ao ensino jurídico. Nessa perspectiva, apresenta como problemática indagar de que forma a música pode contribuir para o ensino jurídico. Assim, o objetivo desta pesquisa é relacionar Direito e Música detectando afinidades entre as duas ciências e revelar a importância da apreciação musical para os juristas. Por último, considera-se que por meio da apreciação musical, a música consegue ser uma aliada ao professor de Direito como ferramenta didático-pedagógica em sala de aula, e por outro lado, o Direito pode ser fonte de inspiração à produção da obra de arte.

Palavras-chave: Apreciação musical. Direito. Ensino jurídico. Música.


Texto completo: PDF