Portal de Conferências da IMED, XII Mostra de Iniciação Científica e Extensão Comunitária e XI Mostra de Pesquisa de Pós-Graduação IMED 2018

Tamanho da fonte: 
Determinação da Condutividade Térmica Através do Método de Fio Quente Superficial de Diferentes Materiais
Alessandra Siqueira, Cristiana Rodrigues, Graciele Gregório, Gustavo Born, Richard Thomas Lermen

Última alteração: 2018-09-03

Resumo


A necessidade de construir de maneira sustentável tem gerado muitas pesquisas para avaliar as propriedades térmicas dos materiais. Este trabalho objetivou determinar a condutividade de quatro materiais utilizados na construção civil através do método do fio quente superficial com aquisição de dados durante dois minutos. Foram analisadas a condutividade térmica de amostras de madeira, granito, bloco cerâmico e bloco de concreto espumígeno. As amostras apresentavam comprimento de aproximadamente 29,5cm, com valores de tensão aproximados de 5,88V e corrente elétrica de 1,55 A. Os valores obtidos foram comparados com os estipulados pela NBR15220 - Parte 4, e a partir disso, conclui-se que os resultados demonstraram que o método do fio quente superficial é uma ferramenta acessível e confiável para determinação da condutividade térmica do material, contudo, no caso do granito percebeu-se uma diferença de aproximadamente 48% do estipulado pela norma. Tal diferença pode ser justificada em função do tamanho e espessura do corpo de prova e da disposição do fio condutor.


Palavras-chave


Condutividade térmica; fio quente superficial;

Texto completo: PDF