Portal de Conferências da IMED, IX Mostra de Iniciação Científica e Extensão Comunitária e VIII Mostra de Pesquisa de Pós-Graduação da IMED 2015

Tamanho da fonte: 
Conforto Acústico – O salão de festas, os ruídos de vizinhança e a Lei Municipal 2427 - Passo Fundo, RS, 1988.
Mauro Martins da Fonseca, Ana Maria Leonhardt Costa

Última alteração: 2015-11-27

Resumo


Conforto Acústico – O salão de festas, os ruídos de vizinhança e a

Lei Municipal 2427 - Passo Fundo, RS, 1988.

Este trabalho propõe alternativas para salões de festas em condomínios para atendimento da Lei Municipal nº 2427 de 27 de abril de 1988  que dispõe sobre ruídos excessivos ou incômodos que possam perturbar o sossego público ou de vizinhanças. 1) O conforto acústico é um direito previsto na lei uma vez que ele impacta na qualidade do sono do cidadão. 2) A Lei 2427 impõe um limite de 45dB em zonas residenciais para o horário de 19h às 7 h do dia seguinte( NBR 10152;15575) 3) O arquiteto e o eng. Civil são responsáveis pelo projeto de edificações que atendam especificações de conforto acústico. O objetivo geral do trabalho é analisar métodos para redução do nivel de ruído para vizinhanças de forma a cumprir a lei. Outros objetivos são: 1) Entender o processo de ressonância. 3) Entender a relação entre intensidade de som e distância. 4)Entender a relação entre som e massa e som e densidade. Os métodos analisadas neste trabalho são: Método1- O afastamento da fonte sonora como forma de dissipar a energia da onda sonora: Método 2 -A utilização de materiais que atenuam a energia da onda sonora. As alternativas estão disponíveis a nível comercial na cidade bastando o interesse público e privado para que a médio prazo as normas de conformidade, a legislação e questões de desconforto acústico possam ser bem encaminhadas.


Palavras-chave


Conforto Acústico

Texto completo: PPT