Portal de Conferências da IMED, IX Mostra de Iniciação Científica e Extensão Comunitária e VIII Mostra de Pesquisa de Pós-Graduação da IMED 2015

Tamanho da fonte: 
A CRISE MIGRATÓRIA EM FACE DA GLOBALIZAÇÃO: OS IMPEDIMENTOS FRONTEIRIÇOS AO EXERCÍCIO DO DIREITO DE MIGRAR EM CONTRADIÇÃO COM A FLEXIBILIZAÇÃO DAS DIVISAS INTERNACIONAIS EM PROL DA CIRCULAÇÃO DE MERCADORIAS
Renata Leite da Silva Cruz, Thomaz Delgado De David

Última alteração: 2015-11-24

Resumo


Este artigo tem como escopo identificar a(s) circunstância(s) em que ocorre o enrijecimento e/ou a flexibilização das fronteiras, tendo como cenário o mundo globalizado em que a crise migratória se intensifica. Ademais, a pesquisa está estruturada de modo a, inicialmente, contemplar o fenômeno da globalização e sua amplitude para, em um momento posterior, abranger a circulação de mercadorias e a crise migratória, sob contornos específicos. Em conclusão, compreendeu-se a flexibilização das fronteiras em relação à circulação de mercadorias e, contrariamente, seu enrijecimento diante da mobilidade humana internacional em determinadas circunstâncias.


Palavras-chave


Circulação de mercadorias; Crise migratória; Direito de migrar; Globalização; Internacionalização relativa.

Texto completo: PDF