Portal de Conferências da IMED, IX Mostra de Iniciação Científica e Extensão Comunitária e VIII Mostra de Pesquisa de Pós-Graduação da IMED 2015

Tamanho da fonte: 
Uso da proteção do complexo dentino - pulpar por discentes de Odontologia
daiane casarin, Joseane Viccari Calza Viccari Calza, Alessandra Burille, Simone Alberton da Silva

Última alteração: 2015-12-01

Resumo


A proteção do complexo dentino - pulpar depende de vários fatores, dentre eles, a idade do paciente, a condição pulpar prévia e a profundidade da lesão cariosa ou mesmo do preparo cavitário. Os materiais utilizados para a proteção devem ser biocompatíveis e ter capacidade de induzir a formação de dentina reparadora, dentre outros requisitos. O objetivo deste estudo foi conhecer o material de proteção do complexo dentino - pulpar utilizado pelos discentes de odontologia tanto em nível de graduação, bem como em nível de pós-graduação nos diferentes níveis de profundidade das cavidades. A metodologia utilizada foi quantitativa observacional do tipo descritiva e não probabilística, a qual envolveu 125 estudantes do último ano de graduação em odontologia e cirurgiões dentistas cursando pós-graduação em Dentística Restauradora em centros de estudos da cidade de Passo Fundo. A coleta de dados foi realizada por meio de um questionário adaptado de Takanashi et al,(2010) durante os meses de Junho, Julho e Agosto de 2015.Os resultados foram analisados descritivamente obtendo-se que 88,8 % dos profissionais usam técnica adesiva convencional em cavidades rasas e 60,8% usa o mesmo em cavidades médias, para cavidades profundas 50,4% usa Hidróxido de Cálcio e nos casos de exposição pulpar 59,2% faz uso de pó de Hidróxido de Cálcio. Concluindo que o Hidróxido de cálcio foi o material de proteção pulpar mais usado nas cavidades profundas e nas com exposição pulpar, já em cavidades médias e rasas a maioria optou por técnica adesiva convencional.


Palavras-chave


Materiais dentários. Foramento da cavidade dentária. Proteção pulpar direta. Proteção pulpar indireta.

Texto completo: PPT