Portal de Conferências da IMED, IX Mostra de Iniciação Científica e Extensão Comunitária e VIII Mostra de Pesquisa de Pós-Graduação da IMED 2015

Tamanho da fonte: 
Abordagem Cognitivo Comportamental para Dependência Química Cognitive Behavioral Approach to Addiction
Andressa Aparecida Vanceta da Luz, Maíra Fontana, Cristina Pilla Dela Méa

Última alteração: 2015-11-30

Resumo


O consumo de drogas é uma contingência de todas as épocas e de toda a população e não há entendimento, até os dias atuais, de uma sociedade humana que não tenha feito uso de alguma substância psicoativa. O objetivo deste estudo é apresentar uma revisão sobre a dependência química, bem como um tratamento eficiente com base na abordagem Terapia Cognitiva Comportamental para a dependência química que estimula no dependente circunstâncias de alto risco, sendo interno ou externo, na qual desencadeiam no sujeito crenças centrais sobre sua vida a partir daquele momento e sua relação com as drogas. A TCC para a dependência química se dá através de técnicas assertivas para que o sujeito alcance seu objetivo, sendo a permanência sem o consumo de drogas. A metodologia deste estudo é uma revisão bibliográfica no período de 1997 a 2014. A partir deste estudo, identificou-se os fatores envolvidos com a dependência química, sobretudo a importância do paciente em realizar acompanhamento psicológico. Conclui-se que a TCC é uma abordagem efetiva nos casos de dependência química, pois ela é acompanhada de técnicas eficazes que são fundamentais para a melhora do quadro geral da dependência química no indivíduo.

 


Palavras-chave


Dependência Química, Recaída, Tratamento, Modelo Cognitivo Comportamental.

Texto completo: PDF