Portal de Conferências da IMED, IX Mostra de Iniciação Científica e Extensão Comunitária e VIII Mostra de Pesquisa de Pós-Graduação da IMED 2015

Tamanho da fonte: 
A CRIMINOLOGIA CRÍTICA E SEUS LIMITES EPISTEMOLÓGICOS NO DEBATE SOBRE OS DANOS CAUSADOS PELA INDÚSTRIA DA CARNE NO BRASIL
Jenifer Patrícia Fragoso Bonatto, Karine Agatha França, Marília de Nardin Budó

Última alteração: 2015-12-01

Resumo


O meio ambiente guarnece todas as condições necessárias para a sobrevivência e evolução das espécies, contudo, ao priorizar a lucratividade das atividades econômicas sem considerar o desenvolvimento sustentável, o ser humano tem provocado danos irreparáveis ao meio ambiente. Assim, utilizando o método dialético, e a técnica de pesquisa exploratória bibliográfica, o presente trabalho tem por objetivo a exposição crítica desses danos, e, sobretudo a análise da atuação do Estado, partindo do marco teórico da Criminologia Crítica. Parte-se de uma ruptura epistemológica que leve em consideração a necessidade de ampliação de seu objeto de estudo para os danos decorrentes de atividades danosas não consideradas legalmente como crimes.


Palavras-chave


Criminologia crítica; Agropecuária; Dano social; Sustentabilidade.

Texto completo: PDF