Portal de Conferências da IMED, IX Mostra de Iniciação Científica e Extensão Comunitária e VIII Mostra de Pesquisa de Pós-Graduação da IMED 2015

Tamanho da fonte: 
PROJEÇÃO E EXTRATIFICAÇÃO QUANTITATIVA DE CIRCULAÇÃO DE UNIDADES VEICULARES NA CIDADE DE PASSO FUNDO/RS – BRASIL: PROPORÇÃO E ANÁLISE
Maurício Kunz, Tales Gonçalves Visentin, Tauana Bertoldi, Alcindo Neckel

Última alteração: 2015-12-01

Resumo


As pesquisas voltadas à mobilidade urbana são de grande importância no contexto atual das cidades, uma vez que possibilitam melhorias nos deslocamentos de pedestres e veículos no espaço urbano, seus modos e formas, e, consequentemente, na qualidade de vida para a população. Transitar em algumas cidades no Brasil, a exemplo de Passo Fundo-RS, em horários de pico está, cada vez mais, se tornando insustentável. Isso se deve à grande quantidade de veículos transitando em vias que não foram adequadamente projetadas, em se tratando do material, configuração e/ou dimensão, ou até mesmo pensadas em diferentes formas dentro do espaço geográfico. Nesse contexto, o diagnóstico e planejamento da mobilidade urbana com bases sustentáveis para a Cidade de Passo Fundo (RS) é de extrema importância, sendo o objetivo principal deste trabalho é avaliar a mobilidade urbana do mencionado município passofundense, propondo possíveis soluções quanto ao intenso fluxo veicular em determinadas artérias da cidade. Passo Fundo, atualmente, sofre com diversificados problemas de mobilidade urbana devido ao grande volume e intensidade do fluxo de veículos e ao exíguo número de vias alternativas de acesso e circulação na cidade. Por meio da identificação dos variados tipos de mobilidade urbana na cidade de Passo Fundo (RS) será possível desenhar as formas de mobilidade urbana ligadas à morfologia, com bases representativas em mapas de fluxos. Portanto, esse trabalho visa quantificar e estratificar a circulação de veículos e pedestres em cinco das mais importantes vias da cidade de Passo Fundo/RS para identificar os comportamentos relacionados à mobilidade urbana e assim propor melhorias à serem feitas em relação à infraestrutura e modos de utilização das vias.

Palavras-chave


Mobilidade Urbana; Transporte publico; Diagnóstico de fluxo.

Texto completo: PDF