Portal de Conferências da IMED, I Fórum de Inovação Acadêmica IMED

Tamanho da fonte: 
UTILIZAÇÃO DE JOGOS COMO FERRAMENTA DE ENSINO NA DISCIPLINA DE HISTOLOGIA VETERINÁRIA
Lygia Maria Mouri Malvestio, Michelle Mergener

Prédio: IMED - Bloco B
Sala: Sala 312
Data: 2017-11-10 04:15  – 05:15
Última alteração: 2017-11-06

Resumo


A Histologia é uma disciplina obrigatória oferecida no primeiro e segundo semestre do curso do medicina veterinária que objetiva capacitar o aluno a identificar a organização molecular, morfológica e funcional dos tipos celulares bem como as características organizacionais e funcionais dos tecidos animais. Na disciplina, são abordadas nomenclaturas referentes aos tipos e estruturas celulares e teciduais relacionando sempre à sua função, assim, os alunos ingressantes relatam a dificuldade na memorização da vasta gama de informações obtidas. A adoção de jogos no ensino da histologia veterinária, consiste em uma técnica que atua como facilitadora de aprendizagem cuja adoção favorece a construção e apreensão do conhecimento, bem como o desenvolvimento das competências humanísticas necessárias ao aluno de medicina veterinária sendo estas: atenção à saúde, tomada de decisão, liderança, comunicação, administração e gerenciamento e educação permanente. O objetivo do presente trabalho é relatar a experiência da adoção de jogos como estratégia pedagógica de metodologia ativa no ensino da disciplina de histologia no curso de medicina veterinária da IMED. Para tal, realizamos um jogo denominado “jogo da memória” na qual foram elaboradas dois tipos de fichas com cores diferentes contendo o nome da organela e a definição. Os alunos foram divididos em grupos de 4 com a escolha de um líder por grupo, sendo este responsável em escolher aleatoriamente duas fichas, discutir com o seu grupo as fichas eram complementares e mostrar aos demais colegas as fichas e a decisão do grupo. Se as fichas fossem complementares, o grupo ficava com estas e jogava mais uma vez, no caso das fichas não serem complementares, os alunos deveriam informar esta decisão, retorná-las à mesa e poderiam jogar novamente, já nas situações que o grupo informasse a resposta errada, as fichas retornavam à mesa e a oportunidade era transmitida ao próximo grupo. O grupo vencedor foi aquele que obteve o maior número de fichas. Concluímos que a atividade foi efetiva e muito bem aceita pelos alunos, já que despertou o engajamento dos grupos em torno atividade colocando os alunos como protagonistas na construção e consolidação dos conhecimentos da histologia veterinária além de desenvolver competências humanísticas.